Dias das Crianças

Expectativa é que venda de calçados no Dia das Crianças aumente 5% em Cuiabá

Mato Grosso tem registrado uma diminuição do contágio e do número de mortes decorrentes da Covid-19
Segunda-feira 12 de Outubro de 2020
Redação
Expectativa é que venda de calçados no Dia das Crianças aumente 5% em Cuiabá

O constante aquecimento do comércio nacional e local provocado pelo controle da propagação do novo coronavírus (Covid-19) e a reabertura das lojas tem gerado uma expectativa positiva em relação às vendas do Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro.

Mato Grosso tem registrado uma diminuição do contágio e do número de mortes decorrentes da Covid-19. Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Calçados e Couros (Sincalco/MT), Junior Macagnam, se esperava que com a abertura do comércio os casos da doença fossem aumentar, mas não foi o que aconteceu.

"Os casos tem diminuído e isso gerou uma confiança no consumidor e aumento nas vendas. Isso ocorreu porque os lojistas estão tomando todos os cuidados de biossegurança, como a obrigatoriedade do uso de máscara dentro dos estabelecimentos e a disponibilização do álcool em gel para os clientes", explica o presidente.

O diretor de operações de uma loja de calçados de Cuiabá conta como as lojas tem se preparado para atender os clientes e garantir sua segurança durante as compras. "Estamos utilizando de todos os recursos, com álcool em gel na entrada da loja, distanciamento com as faixas de 1,5 metros no chão, as lojas estão com as portas abertas para maior ventilação, uso de máscara, higienização dos balcões e máquinas de cartão cada vez que o cliente usa, assim como nas maçanetas das portas de banheiro", conta o diretor da loja.

A expectativa dos comerciantes varejistas de calçados é de superar em 5% as vendas do ano passado. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) projeta um aumento de 3% nas vendas, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a entidade, os presentes mais procurados serão brinquedos, roupas, calçados, mochilas e acessórios, jogos eletrônicos, artigos esportivos, computadores, tablets e celulares.

O representante de outra loja do ramo de calçados e vestuário em Cuiabá explica que os lojistas precisam se adaptar ao novo cenário de mercado. "Por mais que seja um ano atípico por causa da pandemia, as vendas estão respondendo bem desde agosto e acreditamos que não será diferente no Dia das Crianças. O perfil do produto procurado pelos clientes vai mudar um pouco, porque as crianças não estão indo para a aula, estão mais em casa. Acreditamos que para quem se adaptar será um bom final de ano, começando agora com o Dia das Crianças" diz.

Leia mais: Sindicatos solicitam alteração no horário do comércio de rua em Cuiabá


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS