Mercado de Trabalho

Pelo sexto mês consecutivo, Cuiabá registra saldo positivo na geração de emprego

O setor que mais contribuiu com os resultados positivos em novembro foi o comércio
Quinta-feira 02 de Janeiro de 2020
Redação MT Econômico
Pelo sexto mês consecutivo, Cuiabá registra saldo positivo na geração de emprego

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o saldo de emprego do mês de novembro ficou em 1.768 novas vagas em Cuiabá, resultado de 6.830 admissões e 5.062 desligamentos, o que mostra uma recuperação na geração de empregos formais.

É o sexto mês consecutivo que a capital registra saldo positivo na criação de empregos formais.

A retomada da economia está acontecendo de forma gradual, principalmente após flexibilização do comércio e medidas econômicas do governo federal para gerar estímulos no mercado.

Setores

O setor que mais contribuiu com os resultados positivos em novembro foi o comércio com a geração de um saldo de 968 novos postos de trabalho, sendo 2.349 admissões contra 1.381 desligamentos. Em seguida aparecem serviços (560), resultado de 3.170 admissões contra 2.610 desligamentos, construção (187), 832 admissões e 645 desligamentos, indústria (39), 441 admissões e 402 desligamentos e agropecuária (14), 38 admissões contra 24 desligamentos.

No acumulado do ano, de janeiro a novembro, Cuiabá fechou com saldo positivo de 293, sendo 65.455 admissões e 65.162 desligamentos. O Comércio fechou com um saldo de 55, sendo 19.342 admissões contra 19.287 desligamentos. Serviços fechou com um saldo negativo de -1679, de 32.346 admissões e 34.025 desligamentos. Construção foi o grande destaque do acumulado do ano com 8.463 admissões, 6.924 desligamentos, saldo 1.539. Indústria: 4.857 admissões, 4.522 desligamentos, saldo 335. Agropecuária: 447 admissões, 404 desligamentos, saldo 43.

Mato Grosso

Mato Grosso também fechou com saldo positivo em novembro. Os dados do Caged mostram que o Estado fechou o mês com um saldo de 3.124, sendo 29.880 admissões e 26.756 desligamentos. O setor do Comércio  evidencia a nível estadual como o que mais contribuiu para esse número, com um saldo de 4.187 novos postos de trabalho. Serviços com 1.209, Construção saldo 173. Já Indústria e agropecuária fecharam com saldo negativo, respectivamente de -180 e -2.265.

O Estado tem um dos maiores dinamismos no mercado de trabalho,, conforme noticiado pelo MT Econômico neste link.

O MT Econômico preparou 3 dicas para sua carreira decolar em 2021. Veja mais aqui.
 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS