Intenção de Consumo

Pessimismo das famílias de Cuiabá em relação à economia faz indicador registrar terceira queda, segundo pesquisa

Já a avaliação do emprego foi o único componente a apresentar variação mensal positiva
Segunda-feira 26 de Abril de 2021
Redação MT Econômico
Pessimismo das famílias de Cuiabá em relação à economia faz indicador registrar terceira queda, segundo pesquisa

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Cuiabá teve novamente redução no mês de abril, para quem ganha até 10 salários mínimos. A queda foi de 3,6%, sendo a terceira diminuição nos últimos meses, atingindo 69,6 pontos. Em abril de 2020 o indicador tinha atingido 80,8 pontos. 

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com o Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio-MT (IPF-MT), mostra que o índice abaixo de 100 pontos indica uma percepção de insatisfação, enquanto acima de 100 (com limite de 200 pontos) indica o grau de satisfação.

Em relação ao indicador de consumo, houve retração em todas as faixas de renda, tanto para o consumo atual quanto para a perspectiva de consumo futuro. 

Já a avaliação do emprego foi o único componente a apresentar variação mensal positiva, o IPF-MT apontou que o “medo de perder emprego” está menor em todas as faixas salariais, ou seja, as famílias estão mais otimistas com relação a manutenção dos empregos.

Leia mais: Apesar do leve aumento da confiança do comerciante de Cuiabá em março, indicador é ainda pior do que 2020


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS