ACCuiabá comemora 110 anos ratificando compromisso com a cuiabania, inovação e a história

A Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACCuiabá)  acaba de celebrar 110 anos de fundação. Bastante emocionado, Jonas Alves, presidente da ACCuiabá e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat), lembrou o papel fundamental da entidade ao longo dos anos, participando de fatos históricos como a fundação da Companhia Telefônica Automática, na década de 50, e na construção do primeiro prédio comercial da Capital, o Palácio do Comércio, em 1975.

“Somos testemunhas vivas de inúmeros fatos históricos e queremos reverenciar o legado deixado para o comércio de Cuiabá e Mato Grosso“, pronunciou o presidente. Ele também frisou sobre as ações que a entidade vem trabalhando, sempre em busca de modernidade e inovação, amparada no associativismo e na união dos setores empresariais.

“A Associação Comercial é sem fins lucrativos e vive do associativismo. Porém, não estamos sozinhos, fazemos parte de uma estrutura com mais de 2.300 associações comerciais, que juntas, possuem atuação política e institucional nos níveis, municipal, estadual e federal”, reiterou, citando ainda que nos últimos dois anos, a entidade lutou pelos comerciantes que sofreram com o fechamento provocado pela pandemia. “Fizemos nossa parte institucional junto aos poderes constituídos, sem deixar de lado o social”, completou Jonas.

Leia também: Representantes do comércio cuiabano integram grupo que vai atualizar Planta de Valores Genéricos

Para o senador Wellington Fagundes o comércio tem uma importância ímpar na formação de uma cidade e a sobrevivência do País. “Toda cidade começa com o comércio, daí a importância de uma associação para representar e defender os interesses da classe. Também fui presidente da Associação Comercial de Rondonópolis, nasci no comércio e sei da necessidade da representação”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, declarou o apoio do governo nas demandas do setor, principalmente, através de programas e incentivos para promover o desenvolvimento e o crescimento das empresas. “Tivemos um período muito difícil durante a pandemia. Felizmente estamos vivendo um momento tranquilo e a economia aos poucos está voltando ao normal”, explicou, apontando parcerias para disponibilizar linhas de crédito às micro e pequenas empresas, como o Fampe – Fundo de Aval constituído pelo Sebrae.

No evento em que a data foi celebrada, no final de julho, diretores e ex-presidentes foram homenageados com uma simbólica lembrança, além de muitos aplausos pela dedicação à Associação. Diretor da entidade desde 1986, Manuel Gomes presenciou várias mudanças e adaptações ao longo do tempo, porém, enfatiza que a Associação Comercial de Cuiabá soube acompanhar as evoluções e ampliar o foco das atividades. “A Associação Comercial de Cuiabá sempre esteve na vanguarda, pois nesses 110 anos, propôs ações inovadoras e ainda hoje continua com esse trabalho focado no coletivo e em prol do desenvolvimento e na melhoria dos negócios”, comentou.

Leia mais: Associação Comercial discute impactos da guerra no setor econômico; Inflação já impacta o bolso

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

Tagged: , , , , ,