ENERGIA SOLAR

Agricultores familiares estão utilizando energia solar para reduzir o custo da produção

A energia solar está em expansão em Mato Grosso já que o estado é um dos principais no país na incidência de raios solares
Quarta-feira 09 de Outubro de 2019
Empaer/MT Econômico
Agricultores familiares estão utilizando energia solar para reduzir o custo da produção

Desde que os produtores rurais Edemir Elly e sua esposa, Marlenita Terezinha Zottis Elly, proprietários de uma área de 10 mil metros quadrados na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, município de Sinop (instalaram o gerador fotovoltaico para baixar o custo com a energia elétrica que a conta de energia caiu muito de valor. 

A médica veterinária da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Natasha Caminha, fala que este é o terceiro projeto de energia solar implantado no município com o apoio da Empaer.

Conforme Natasha, o valor total do financiamento foi de R$33 mil, entre equipamentos e mão-de-obra, com prazo de cinco anos para o pagamento. Os produtores adquiriram um sistema gerador fotovoltaico com potência de 6,7 kWp, composto por 20 painéis solares e que vai suprir o consumo médio mensal de 804 kWh. A projeção para redução do gasto familiar com energia elétrica é significativa. A conta que era de R$442,20 será de apenas R$16,50 por mês com o sistema de energia solar. O casal agora aguarda apenas a instalação do relógio medidor pela concessionária de energia elétrica.

Desde 2010 trabalham com frangos de corte, bovinocultura de leite, olericultura e mandiocultura. A propriedade do casal Elly conta com uma sala de 21 metros quadrados para o abate das aves, sendo que por ano são processados 500 frangos. O casal comercializa também o leite in natura, queijos, mandioca descascada, em torno de 300 quilos por mês, e ovos no mercado local e em feiras na cidade. Neste ano de 2019, os produtores buscaram o apoio da Empaer para a aquisição de um sistema gerador fotovoltaico. 

A tecnologia que além de trazer economia é bastante sustentável.

Na propriedade da família Maziero, o grande destaque é a produção de uvas que são vendidas in natura e processadas artesanalmente como doce, vinho e vinagre. Para atender a demanda da Chácara Santa Catarina, o sistema gerador fotovoltaico adquirido tem potência de 5,76 kWp, é composto por 18 painéis solares e vai suprir o consumo médio mensal de 362 kWh, inclusive gerando um excedente para a rede pública de 376 kWh.

Os agricultores familiares Pedro Valcir da Roza e a esposa, Solange Maria Liell da Roza, também instalaram a energia solar, tecnologia que além de trazer economia, é bastante sustentável. Financiaram recursos na ordem de R$ 35.579,70 e adquiriram um sistema gerador fotovoltaico com potência de 9,38 kWp, que supre o consumo médio mensal da família de 1.125,6 kWh. A projeção de redução do gasto familiar com energia elétrica de R$652,85 para R$17,40. Os produtores trabalham com pecuária leiteira e são proprietários do Sítio Casa do Senhor, no Assentamento Wesley Manoel dos Santos.

A energia solar está em expansão em Mato Grosso já que o estado é um dos principais no país na incidência de raios solares e o que tem uma das energias mais caras para o consumidor.

Veja essa matéria especial do MT Econômico publicada anteriormente, onde mostra que o setor empresarial também está em busca da alternativa da energia solar para seus negócios. Clique aqui.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS