Crise Fitness

Associação de academias de MT estima demissão de 30% dos funcionários do setor, devido ao fechamento obrigatório

Atualmente, setor estima empregar mais de 4,5 mil profissionais nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande.
Quarta-feira 27 de Maio de 2020
MT Econômico
Associação de academias de MT estima demissão de 30% dos funcionários do setor, devido ao fechamento obrigatório

Dados da Associação Brasileira de Academias (Acad) de Mato Grosso estimou que os estabelecimentos podem demitir até 30% de seus funcionários em decorrência da crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus. Número corresponde a aproximadamente 1350 pessoas. 

Academias estão fechadas há dois meses, desde o início das medidas de isolamento social decretadas pela Prefeitura de Cuiabá. Atualmente, setor estima empregar mais de 4,5 mil profissionais nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande. 

Demissões, de acordo com a associação, seriam decorrentes não só da redução do quadro de funcionários, mas também do fechamento dos estabelecimentos por falta de recursos para mantê-los. 

Profissionais fazem pressão no prefeito Emanuel Pinheiro (DEM) e pedem por um novo decreto que permita que as academias sejam abertas na Capital, respeitando as orientações de higienização da Organização Mundial de Saúde (OMS). 

Leia mais: Associação pede na Justiça abertura de shoppings de Cuiabá


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS