VENDAS PÁSCOA

Comércio de Cuiabá espera incremento de 4% nas vendas da Páscoa

De acordo com Granja ainda, a expectativa de vendas para esse ano é maior, principalmente se analisado o cenário econômico que tem melhorado
Sexta-feira 12 de Abril de 2019
CDL Cuiabá
Comércio de Cuiabá espera incremento de 4% nas vendas da Páscoa

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), as lojas devem registrar em torno de 4% de aumento nas vendas na comparação com o mesmo período do ano passado no varejo por conta da Páscoa.

Para o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, a Páscoa é uma comemoração de forte apelo comercial, porém bem segmentada, não é todo o comércio que terá nesse período incrementos quando comparado com dias normais, porém, o setor alimentício, principalmente nas linhas de chocolates e guloseimas e por tratar-se de uma semana santa, ou seja, religiosa, também existe um incremento muito forte nas vendas de pescados e artigos religiosos.

De acordo com Granja ainda, a expectativa de vendas para esse ano é maior, principalmente se analisado o cenário econômico que tem melhorado. Ele acredita em um incremento de 4% nas vendas para 2019. “A situação era pior em 2017. No ano passado começamos a ter números positivos, principalmente por estabilidade maior da inflação, com a geração de novos postos de empregos e com políticas mais definidas. Apesar de ainda estarmos em um período de ajustes da econômica, os números continuam de forma gradativa sendo melhorados e com isso a confiança também do consumidor tem aumentado, proporcionando assim um consumo maior”, diz ele.

Outro setor que também deve ficar mais movimentado neste período é o do turismo. “É importante dizer que por termos um feriado prolongado, o setor do turismo também consegue obter melhores resultados, principalmente quando comparado com dias normais”.

Contratações temporárias

Sempre ocorrem contratações temporárias para esse período, porém, a maioria das vagas já foi preenchida. “São oportunidades voltadas para a indústria, principalmente na fabricação de chocolates e para promotores de vendas em supermercados”, afirma o superintendente da CDL Cuiabá.
 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS