Setor imobiliário

Cresce 15,4% os lançamentos de imóveis em 2019, segundo CBIC

O Centro-Oeste, região cujo Mato Grosso faz parte, lançou 10.671 unidades (8%)
Quarta-feira 04 de Março de 2020
MT Econômico/CBIC
Cresce 15,4% os lançamentos de imóveis em 2019, segundo CBIC

Em 2019 houve crescimento de 15,4% no lançamento de imóveis residenciais no país.  A comparação é em relação à 2018 e a pesquisa foi divulgada essa semana pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O total de unidades lançadas em 2019 foi de 130.137 ante 112.750 de 2018.

A venda de unidades residenciais apresentou alta de 9,7% em 2019 na comparação com 2018. No ano passado, foram vendidas 130.434 unidades residenciais (118.893 no ano anterior).

Lançamentos por região

A região Sudeste respondeu pela maior parte dos lançamentos residenciais em 2019 totalizando 82.005 unidades (63%). O Centro-Oeste, região cujo Mato Grosso faz parte, lançou 10.671 unidades (8%). A região que teve menos lançamentos foi a Norte com 3.742, (2,8%) do total de 130.137.

Avaliação CBIC

O presidente da CBIC, José Carlos Martins, explica que o crescimento das vendas em 2019 está muito localizado em São Paulo, nas classes média e média alta. Segundo Martins, a previsão para 2020 é manter um crescimento na ordem de 10%.

Minha Casa Minha Vida

José Carlos Martins, destacou que houve uma redução da participação de unidades do programa Minha Casa Minha Vida e que isso desacelerou o crescimento de lançamentos e vendas.

O presidente da CBIC, no entanto, afirmou esperar uma solução em breve para o programa de habitação popular do governo.

“Existia uma inércia total a respeito disso. Hoje, 1 ano e dois meses depois, ainda não temos uma política para habitação social. O que nos deixa com muita esperança é o novo ministro. O novo ministro entrou, já nos chamou e ele quer no mais breve possível lançar um novo programa de interesse social”, afirmou Martins.

No início de fevereiro, o ex-secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho assumiu o ministério do Desenvolvimento Regional na vaga de Gustavo Canuto.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS