Legislativo

Deputado lamenta falecimento do professor Benedito Dorileo, fundador da UFMT

Dorileo foi também membro emérito da Academia Mato-Grossense de Letras e escreveu diversos livros
Segunda-feira 16 de Dezembro de 2019
MT Econômico
Deputado lamenta falecimento do professor Benedito Dorileo, fundador da UFMT

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) lamentou o falecimento do professor fundador da UFMT, Benedito Pedro Dorileo. Aos 85 anos, o advogado, político, professor e especialista em Direito Educacional faleceu no início da tarde da última quinta-feira (12) em Cuiabá.

Botelho lembrou que, além de lecionar no Colégio Salesiano São Gonçalo, na então Escola Técnica Federal de Mato Grosso, na UFMT, onde viria a se tornar reitor, foi uma das pessoas que mais se dedicaram à implantação da instituição federal em Mato Grosso.

“Nesse momento de profundo pesar, deixo expressa a minha solidariedade e peço a Deus que conforte os familiares e amigos”, manifestou-se.

Resumo Benedito Pedro Dorileo

Benedito Pedro Dorileo era advogado, político, professor, especialista em Direito Educacional, historiador e escritor.

Nasceu em Cuiabá, no dia 10 de dezembro de 1934. Deu aulas no Colégio Salesiano São Gonçalo e na então Escola Técnica Federal de Mato Grosso, além de ser professor fundador da UFMT, onde viria a se tornar reitor, sendo uma das pessoas que mais se dedicou à implantação da instituição em Mato Grosso. Tendo sido o segundo reitor da UFMT, o primeiro a ser eleito.

Grande conhecedor de Direito, instalou no próprio escritório a primeira Defensoria Pública. Foi membro fundador do Conselho Superior do Ministério Público (CNMP) e alcançou o cargo de procurador de Justiça.

Foi membro do Conselho Deliberativo da Fundação Cultural de Mato Grosso e também atuou na área da comunicação, em jornais, rádios e TVs.

Dorileo foi também membro emérito da Academia Mato-Grossense de Letras e escreveu diversos livros..

Publicou os livros Miçanga (1971), Egéria Cuiabana (1976), Universidade, o Fazejamento (1978), Pensar para fazer (1984), Centenário da Egéria Cuiabana (1995), Nomeação de Reitor (1996), Cholo (2003), Ensino Superior em Mato Grosso (2006), Zulmira Canavarros, a Egéria Cuiabana (2016) e Folhas Evocativas, (2019).

Missa do Sétimo Dia

A missa do sétimo dia será realizada no dia 18 de dezembro às 18h30 na Igreja Mãe dos Homens em Cuiabá.

O MT Econômico também lamenta a morte de uma pessoa tão importante no processo educacional e social de Mato Grosso. "Que Deus o tenha e conforte a família". 


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS