11 de novembro

Dia do solteiro ainda não emplacou no comércio brasileiro

A data, que surgiu como uma justaposição para o Dia dos Namorados, se tornou um fenômeno comercial na China
Segunda-feira 11 de Novembro de 2019
Jornal do Comércio
Dia do solteiro ainda não emplacou no comércio brasileiro

Enquanto o comércio brasileiro se prepara para a Black Friday, importada do comércio estadunidense, no país mais populoso do mundo, a data que mais movimenta as vendas on-line é outra. No dia 11 de novembro, a China vai às compras no Dia dos Solteiros, data que, em 2018, movimentou mais de US$ 30 bilhões apenas na empresa de comércio Alibaba. No Brasil, a data também é lembrada dia 15 de agosto, mas pouco lembrada e estão tentando transferir para 11 de novembro.

A data, que surgiu como uma justaposição para o Dia dos Namorados, se tornou um fenômeno comercial na China. Até a escolha do dia é simbólica, com os quatro números um - 11/11 - representando pessoas sozinhas. O grupo Alibaba, o maior na área de comércio on-line na China, realiza ações oferecendo desde grandes descontos até concertos musicais transmitidos ao vivo um dia antes da data. Neste ano, o show tem a cantora estadunidense Taylor Swift como atração principal.

No Brasil, a data ainda é pouco explorada pelo comércio, mas a participação vem crescendo. O site das Lojas Americanas vai aplicar até 80% de desconto nas vendas. Em nota da B2W Digital, que engloba a Americanas.com, o CFO e diretor de Relações com Investidores da empresa Fabio Abrate diz que a operação de cross border do site foi lançada faz sete meses e terá frete grátis para mais de 8 milhões de produtos vendidos diretamente da China via essa forma de entrega. "Resolvemos trazer para o Brasil um evento já tradicional na China e criar uma nova data no calendário do e-commerce brasileiro", diz. O Americanas.com pretende oferecer também cupons de oferta e um jogo no aplicativo da loja, no qual clientes podem ganhar descontos.

Segundo Ricardo Diedrich, presidente da Associação Gaúcha Para Desenvolvimento do Varejo (AGV), é importante que o comércio fique atento a todas as possíveis datas que cabem ser trabalhadas em seus negócios. "O Dia dos Solteiros realmente é uma data absurdamente forte lá, e o comércio cada vez mais com a diminuição do fluxo nas lojas e shoppings tem que usar a criatividade", afirma. Ele analisa também que a proximidade do Dia dos Solteiros e a Black Friday não vão ser necessariamente conflitantes ou anular uma à outra. "Quem quer surfar essa onda vai estar nas duas ou participar só de uma. O empresário tem que estar antenado em tudo que está acontecendo, e aproveitar da melhor forma possível", diz.

A brasileira Méliuz, empresa de cashback (sistema que permite ao consumidor receber de volta parte do dinheiro gasto na compra) é parceira de diversos sites que têm promoções na data além da Alibaba, como Mini in the box, Light in the box, Gearbest e até a americana eBay. Ao se cadastrar na plataforma, o consumidor pode fazer compras nos sites parceiros, e, ao obter R$ 20,00 de saldo, o cliente pode resgatar o valor para sua conta bancária. Conforme a loja, o retorno vai de 0,5% até 3% do valor. De acordo com o chefe de Operações da empresa, Lucas Marques, "os chineses usam o e-commerce para comprar quase tudo, inclusive itens de supermercado, higiene e farmácia". Além disso, ele destaca que a qualidade da internet em zonas rurais e a frequência de centros de delivery permitem que o comércio on-line seja acessível a todo o país.

Segundo a especialista em mercado chinês Larissa Wachholz, a simbologia em torno da data na China foi desenvolvida pela própria empresa. "Já existia a ideia da celebração da data, mas não era tão popular antes do Alibaba criar esse frenesi de compras", diz. O que ela nota é que a China é um país que valoriza muito o matrimônio, muito por causa da política do filho único, que vigorou por muitos anos até ser extinta recentemente, mas ainda não tem muitos efeitos práticos. "Justamente em uma sociedade que você tem uma cultura que valoriza o casamento em um momento tão cedo da vida, tem um momento para celebrar aqueles que ainda não encontraram seu par", afirma Larissa. "Aí se transformou, mais recentemente, em um momento de compras on-line que chama a atenção do mundo inteiro."


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS