Refis

Entidades pressionam Congresso Nacional a derrubar o veto ao Refis da MPE

O presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves, participou da reunião e saiu otimista. “Com a união de todos vamos conseguir derrubar o veto presidencial. Hoje tivemos essa garantia por parte dos parlamentares, em especial da bancada mato-grossense, de que a votação será em breve”.
Quarta-feira 21 de Fevereiro de 2018
Redação
Entidades pressionam Congresso Nacional a derrubar o veto ao Refis da MPE

O Refis para a micro e pequena empresa voltou a ser assunto na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (20). Líderes empresários, prefeitos e parlamentares participaram de um café da manhã promovido pela Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa (FPME) para discutir estratégias para pressionar o Congresso Nacional a derrubarem o veto do presidente Michel Temer ao programa.

O presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves, participou da reunião e saiu otimista. “Com a união de todos vamos conseguir derrubar o veto presidencial. Hoje tivemos essa garantia por parte dos parlamentares, em especial da bancada mato-grossense, de que a votação será em breve”. Jonas esteve acompanhado do presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, e demais presidentes de Federações do país.

Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae, destacou a importância do programa para a sobrevivência de boa parte dos pequenos negócios brasileiros, que estão à beira da falência em função das dívidas tributárias acumuladas no período da crise. “Quando se faz um refinanciamento, é para o dinheiro entrar, não para ele sair”, destacou.

Já o presidente da CACB, George Pinheiro, afirmou que a situação das MPE é preocupante. “Precisamos dar subsídio para que elas se recuperem e continuem gerando emprego no Brasil. Vamos pressionar o governo para que o assunto entre na pauta do Congresso ainda esta semana”, reforçou.

No Senado

Após o café da manhã, uma parte do grupo foi ao Gabinete do senador Romero Jucá (MDB-RR) pedir apoio. O grupo foi ainda ao Gabinete do presidente do Senado e do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (MDB-CE), para pedir que o assunto entre na pauta de votações. Eunício garantiu que fará o possível para entrar na próxima semana.

(Com informações da CACB)


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS