Serviços essenciais

Inadimplentes de energia e água não podem ter serviço cortado e se aprovada proposta, taxa de esgoto deve ser reduzida

Ambos serviços, tanto de energia quanto de água são considerados essenciais para a população.
Quinta-feira 26 de Março de 2020
MT Econômico
Inadimplentes de energia e água não podem ter serviço cortado e se aprovada proposta, taxa de esgoto deve ser reduzida

Essa semana foi publicada uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) proibindo o corte de energia elétrica pelos próximos 90 dias, conforme noticiado pelo MT Econômico anteriormente neste link.

Vale lembrar que o serviço de água também não pode ser interrompido, só que num período menor, de 60 dias.

A Águas Cuiabá responsável pela distribuição na capital de Mato Grosso está seguindo o decreto da Prefeitura de Cuiabá publicado no dia 18 de março. 

A assessoria da empresa informou que a Águas Cuiabá "debateu com especial atenção a adoção de medida administrativa com o objetivo de interromper temporariamente a suspensão do fornecimento de água a clientes com débitos em aberto, considerando o momento sensível, em que toda a comunidade se empenha no combate ao avanço do Covid-19”, diz trecho de nota. 

Por meio do decreto, a Prefeitura de Cuiabá apontou que em uma situação de pandemia o consumidor não pode ter seu fornecimento interrompido por mero inadimplemento. O maior fator a ser levado em consideração é que a higiene pessoal é recomendada para que o vírus não se prolifere. 

Ambos serviços, tanto de energia quanto de água são considerados essenciais para a população.

Conforme o MT Econômico noticiou em outra matéria, ainda, a Câmara de Cuiabá encaminhou proposta à Prefeitura essa semana para que seja concedido à população um desconto de 50% na taxa de esgoto. Veja aqui.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS