CONCURSO IFMT

Inscrições para concurso público do IFMT de Mato Grosso vão até 8 de julho

A prova objetiva para todos os cargos serão realizadas em Cuiabá, no dia 18 de agosto das 14 às 18 horas
Quinta-feira 27 de Junho de 2019
IFMT
Inscrições para concurso público do IFMT de Mato Grosso vão até 8 de julho

As inscrições para o concurso público do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) com 33 vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade vão até dia 8 de julho.

Os aprovados e convocados vão trabalhar nos campi de Alta Floresta, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Confresa, Cuiabá, Juína, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Vicente (Campo Verde), Sorriso, Diamantino, Guarantã do Norte, Lucas do Rio Verde e na reitoria do IFMT.

As vagas são para assistente de alunos, técnico em química, técnico em tecnologia da informação, técnico em eletrotécnica, técnico em agropecuária, técnico de informática, tradutor e intérprete de linguagens de sinais, assistente em administração, técnico em audiovisual e técnico em biologia, enfermeiro, técnico em assuntos educacionais, tecnólogo em gestão pública, engenheiro civil, contador, arquivista e assistente social.

A prova objetiva para todos os cargos serão realizadas em Cuiabá, no dia 18 de agosto das 14 às 18 horas. Serão aprovados os candidatos que obtiverem a nota mínima de 50 pontos na prova objetiva e que não obtenham nota zero em nenhuma das matérias da prova objetiva.

O concurso será válido por um ano, podendo haver prorrogação por igual período.

Inscrições

As inscrições serão realizadas entre os dias 03 de junho e 08 de julho de 2019, apenas via internet, através do endereço eletrônico http://selecao.ifmt.edu.br.

O valor da taxa de inscrição é de:

  • R$ 80,00 para o cargo de nível fundamental;
  • R$ 100,00 para os cargos de níveis médio e técnico;
  • R$ 120,00 para os cargos de nível superior.

Poderá solicitar a isenção da taxa de inscrição o candidato que comprovar ser doador de medula óssea em entidade reconhecida pelo Ministério da saúde e aqueles que são membros de família de baixa renda, conforme legislação vigente, desde que inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Edital aqui

Retificação aqui


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS