Intenção de consumo das famílias atinge maior nível do ano em Cuiabá

Pesquisa que monitora a Intenção de Consumo das Famílias (ICF), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisada pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT), atingiu o maior nível no ano e encerrou o primeiro semestre de 2022 com 77,4 pontos, em Cuiabá. A alta de 0,2%, em junho sobre o mês anterior, também está 15,8% superior ao registrado em junho do ano passado, quando somava 66,8 pontos.

O presidente da Fecomércio/MT, José Wenceslau de Souza Júnior, destacou as boas condições para o consumo, em meio à instabilidade econômica percebida no início do ano. “O crescimento contínuo do ICF no primeiro semestre do ano, em Cuiabá, mesmo com a elevação dos juros e da insegurança na economia provocada pela guerra da Ucrânia e Rússia, o consumo das famílias ainda se mantém como impulsionador econômico”.

Leia também: Consumo em MT cresce em 2022 puxado pelas classes ‘B’ e ‘C’

Entre os subíndices avaliados em Cuiabá, a maioria apresentou resultado positivo na variação mensal, com destaque no indicador da Perspectiva do Consumo e a Renda Atual, com 2,3% e 0,9% de aumento, respectivamente. Entretanto, o indicador de Compra a Prazo registrou uma variação mensal negativa de 1,9%, podendo estar relacionado à alta da taxa de juros no País.

Outro fator que pode estar associado ao bom desempenho da pesquisa, segundo análise do IPF/MT, é o aumento na geração de emprego, acumulando no País, saldo de mais de 1 milhão de novos postos de trabalho até o mês de maio de 2022, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

“O bom desempenho do índice de Intenção de Consumo das Famílias para junho pode estar relacionado ao saldo positivo em geração de empregos que o Estado atingiu em maio de 2022, contabilizando um saldo de 8.280 novos empregos gerados, agregando maior renda para o consumo das famílias”, concluiu Wenceslau Júnior.

Desse total, os setores do comércio e serviços representaram 59,8% dos empregos gerados no mês, com carteira assinada. Já no acumulado do ano, ainda conforme dados do Novo Caged, somente Mato Grosso já acumula um saldo de 37.311 novos postos de trabalho.

Leia mais: Maio foi marcado pelo otimismo do empresário cuiabano, aponta pesquisa do comércio

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

Tagged: , , , , , ,