Mais de 49 mil consumidores utilizam fonte solar em MT

Mato Grosso acaba de atingir 46.226 conexões operacionais de energia solar em telhados e pequenos terrenos, espalhadas por 141 cidades, ou 100% dos 141 municípios da região, de acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). Atualmente são 49.242 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica.

Conforme mapeamento da Absolar, os mato-grossenses estão entre os cinco estados brasileiros com maior potência instalada de energia solar para geração própria. O estado possui 649,1 megawatts (MW) em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

A potência instalada de energia solar distribuída, em Mato Grosso, coloca o Estado na quarta posição do ranking nacional da entidade nacional. Segundo a Absolar, o território mato-grossense responde sozinho por 7% de toda a potência instalada de energia solar distribuída no País.

Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou ao Mato Grosso a atração de mais de R$ 3,3 bilhões em investimentos, geração de mais de 19,4 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 895,7 milhões aos cofres públicos.

Para Tiago Vianna de Arruda, coordenador estadual da Absolar em Mato Grosso, o avanço da energia solar no País, via grandes usinas e pela geração própria em residências, pequenos negócios, propriedades rurais e prédios públicos, é fundamental para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Brasil e ajuda a diversificar o suprimento de energia elétrica do País, reduzindo a pressão sobre os recursos hídricos e o risco da ocorrência de bandeira vermelha na conta de luz da população.

Leia também: Reajuste médio de energia passa de 22% aos mato-grossenses e já entra em vigor neste sábado

“O estado de Mato Grosso é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.

PROJEÇÕES – O setor espera um crescimento acelerado este ano nos sistemas solares em operação no Brasil, especialmente os sistemas de geração própria solar, em decorrência do aumento nas tarifas de energia elétrica e da entrada em vigor da Lei n° 14.300/2022, que criou o marco legal da geração própria de energia.

“Trata-se, portanto do melhor momento para se investir em energia solar, justamente por conta do novo aumento já previsto na conta de luz dos brasileiros e do período de transição previsto na lei, que garante até 2045 a manutenção das regras atuais aos consumidores que instalarem um sistema solar no telhado até janeiro de 2023”, diz Rodrigo Sauaia, presidente executivo da Absolar.

Leia mais: Presidente da CDL Cuiabá reforça importância do uso da energia solar em MT

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

Tagged: , , , , ,