A pesquisa “Panorama turístico de municípios que compõem a região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá”, divulgada recentemente pelo Instituto de Pesquisa e Análise Fecomércio em Mato Grosso (IPF/MT), mostrou que os turistas que visitam o Estado gastam, em média, R$ 367,70 por dia. O estudo foi feito a pedido do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade no Estado (Cetur/MT).

Os dados divulgados mostram, ainda, que o tempo de permanência dos turistas – que têm em sua rota ou como destino a capital mato-grossense – é de sete dias. Além disso, a maioria (61,33%) utiliza hotéis para se hospedar. A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 28 de fevereiro, com 623 pessoas, nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Barão de Melgaço, Nobres e Poconé.

A presidente do Cetur/MT, Alcimar Moretti, salientou que os dados obtidos vão ajudar a classe empresarial a planejar e investir de forma mais adequada no setor. “Esta é a única pesquisa produzida nos últimos anos e, com esses números, além de dar subsídios para os empresários, vamos conseguir, junto ao poder público, cobrar melhorias para o turismo em Mato Grosso”.

A pesquisa revela, ainda, que a maioria dos turistas veio do estado de São Paulo, sendo esses 16,25% dos entrevistados. Turistas de fora do país também foram identificados com origens da Argentina, Canadá, Estados Unidos da América, China, Noruega, Alemanha, Japão, Índia, Holanda, França e Dinamarca.

Leia também: PL aprovado institui Política de Incentivo ao Cicloturismo em Mato Grosso

O diretor de Pesquisa do IPF/MT, Maurício Munhoz, destacou a pesquisa de campo realizada nos municípios para obtenção de dados sobre o comportamento dos turistas. “O cruzamento de dados possibilitou descobrir as diversas formas de se fazer turismo no Estado, desde o local de origem até onde se hospedam. Mas, o mais importante, é o quanto eles costumam deixar dentro do Estado, servindo de suporte para que os empresários busquem melhorar seus investimentos nas áreas que lhes convêm”.

CULINÁRIA É A MAIS LEMBRADA – Na pesquisa, a culinária regional, em especial as peixarias, foram bastante lembradas pelos turistas. Locais como a Praça Popular, com seus restaurantes e barzinhos, além de outros estabelecimentos locais, também foram citados pelos turistas que chegam à região, tornando a Capital do Estado um destino-âncora regional.

Leia mais: Turismo da região metropolitana de Cuiabá tem PIB estimado de US$ 886 milhões em 2021

VEJA AQUI MAIS NOTÍCIAS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

Tagged: , , , , , ,