Perspectiva

Mercado de Automóveis. O que esperar de novembro? Novos e usados.

Acreditamos que o ano de 2019 deve ser positivo para setor de vendas de veículos novos, novembro e dezembro se mostram promissores
Sexta-feira 15 de Novembro de 2019
Ricardo J. J. Laub Jr./MT Econômico
Mercado de Automóveis. O que esperar de novembro? Novos e usados.

Segundo Associação de concessionárias de veículos, Fenabrave, os licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no Brasil em outubro cresceram 7,9 por cento se comparado ao mês de setembro, porém, é importante observar o recuo de 0,5% em relação, aos números do ano mesmo mês de 2018. 

As vendas de veículos novos somaram 253,37 mil unidades em outubro, totalizando um acúmulo de 2,28 milhões de veículos comercializados de janeiro até outubro, apresentando um crescimento de 8,7% sobre o mesmo período de 2018. 

Sob uma ótica de dias corridos, o mercado de vendas de veículos novos manteve-se, salvo uma pequena variação, constante, porém mostrando uma capacidade de se manter firme frente aos desafios impostos pela instabilidade econômica e política que estão conferindo certa cautela nos ímpetos empreendedores neste ano de 2019. 

Sem dúvida o mercado necessita de tranquilidade nestes quesitos, só assim os investidores se sentem seguros em aplicar seus esforços de risco em novos investimentos. 

O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, mencionando para comparação mensal em outubro, as vendas de carros e comerciais leves aumentaram 8% em relação a setembro, mas caíram 1,4% na comparação anual, levadas por um recuo de 2% por cento dos carros. Quando se trata de vendas caminhões novos, estas cresceram 2,1% na comparação mensal e saltaram 19,9% na relação anual, para 9.497 unidades. Já o volume comercializado de ônibus foi de 2.700 veículos, 16,2% mais que em setembro e alta de 28% sobre outubro de 2018, deixando um bom sinal para o ano de 2020.

Acreditamos que o ano de 2019 deve ser positivo para setor de vendas de veículos novos, novembro e dezembro se mostram promissores, muito pelas condições as quais os financiamentos e os juros, fator decisivo para aquisição de um carro pelo consumidor, devem não só facilitar o crédito ao consumidor, como também ser um atrativo, pelo fato da taxa básica SELIC, estar em 5%, a menor de todos os tempos. Esse fator é decisivo no que tange a uma expectativa de boas vendas. Os juros, diante desta realidade de crédito, devem ser muito interessantes aos consumidores, o que nos leva a crer que o natal e ano novo, prometem festas com carros novos na garagem.

No caso do veículo usado, houve crescimento das vendas, principalmente no mês de outubro em Mato Grosso, porém mantem-se aquele otimismo comedido quanto a um resultado positivo em 2019. A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – FENAUTO – entidade representativa do setor de lojistas multimarcas de veículos seminovos e usados, divulgou o resultado das vendas no mês de outubro de 2019. Segundo a entidade, na comparação com setembro as vendas cresceram 8,5%, ultrapassando o crescimento do carro zero km. No exame do volume de veículos comercializados por dias úteis, o resultado ficou negativo em 1,0%.

Já o comparativo de outubro de 2019 com o mesmo mês de 2018 mostra um avanço significativo e positivo de 10%. O acumulado no décimo mês do ano, mostra que foram comercializados em Mato Grosso, até outubro, 277.612 veículos contra 245.085 no mesmo mês de 2018, com um crescimento de 13,3%.

Apesar do tom de cautela, para os representantes do setor de usados, não falta otimismo, porém moderado quanto aos resultados a serem alcançados em 2019. É necessário termos uma economia consolidada, sem as incertezas sobre o futuro. Ainda se sente um mercado com níveis de confiança do consumidor abaixo do esperado diante dos índices da economia como um todo, ainda sob suspeita, quando se trata de crescimento do PIB e investimentos por parte dos empresários.

Mato Grosso acompanha o cenário nacional, apesar do bom desempenho nas vendas, mantendo o crescimento na casa dos 13%, no caso do usado, espera-se um ótimo resultado anual. Como sempre a procura por usados está muito relacionada a venda de veículos zero km, afinal quanto mais difícil fica adquirir um zero, mais o usado se valoriza. 

Para o consumidor o preço é um importante elemento na decisão de compra. Como sua frota está mais jovem, com garantias extras e facilidades que chamam a atenção do comprador, o carro usado passa a ser uma grande opção. 

Como todos que trabalham no comércio de vendas de carros sabem, o fim do ano é sempre um período aquecido, daí a perspectiva de um novembro e dezembro positivo. 

O final do ano é um período de esperança e alegria, o consumidor espera geralmente atender seus desejos, abre possibilidades, faz contas e encontra um espaço para o sonho, e corre um risco, com certeza, necessário. Afinal, viver é também sonhar e alcançar. Um carro novo, seminovo ou usado sempre, além de um sonho, dependendo da forma como se adquire, é um investimento também. Como viajar sem um bom carro, novo ou seminovo? Na estrada correm meus sonhos. Que assim seja esse natal. Papai Noel no volante, carro novo na garagem. Que assim seja 2019.

Coluna Especial sobre Setor Automotivo

Colunista MT Econômico: Ricardo J. J. Laub Jr.

Historiador e Empreendedor graduado no Curso de Licenciatura Plena em História na UFMT- Universidade Federal de Mato Grosso e em EMPREENDEDORISMO (2005) pelas Faculdades ICE. Com Mestrado em História Contemporânea pela UFMT/PPGHIS. MBA - Master in Business Administration em Gestão de Pessoas, MBA - Master in Business Administration em Gestão Empresarial e MBA - Master in Business Administration em Gestão de Marketing e Negócios. Professor na faculdade, Estácio de Sá - MT, Invest - Instituto de educação superior. Presidente da AGENCIAUTO/MT- Associação do Revendedores de Veículos do Estado de Mato Grosso, com larga experiência profissional na elaboração de planos de negócio voltados para o ramo automobilístico, gerenciamento comercial, administrativo, controle de estoque, avaliação de veículos, processos operacionais e estratégicos para empresas do setor automotivo e gestão de pessoas no âmbito organizacional.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS