Crise

Mesmo com pressão do setor e carreata, prefeito não flexibiliza abertura de shoppings e restaurantes em Cuiabá

Na tarde desta segunda-feira (18), empresários e comerciantes foram às ruas da Capital pedir para flexibilização da abertura de seus empreendimentos.
Terça-feira 19 de Maio de 2020
MT Econômico
Mesmo com pressão do setor e carreata, prefeito não flexibiliza abertura de shoppings e restaurantes em Cuiabá

Mesmo com pressão do setor e carreata, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (DEM), assegurou que parte das atividades econômicas devem continuar fechadas até que a pandemia do novo coronavírus seja contida. 

Conforme afirmou o gestor, equipes técnicas fazem relatórios de comportamento para analisar a possibilidade de retorno dos shoppings centers, restaurantes, bares, lanchonetes, clubes e academias. Além das feiras livres, exposições e do setor de ambulantes. 

Na tarde desta segunda-feira (18), empresários e comerciantes foram às ruas da Capital pedir para flexibilização da abertura de seus empreendimentos. Eles estão fechados desde 27 de abril, quando as medidas de isolamento social foram decretadas.

“Entretanto, também como gestor, tenho a responsabilidade de pensar na saúde e na vida de cerca de 700 mil cuiabanos. Cuiabá só está conseguindo aplicar, gradativamente, essa retomada, por termos feito um dever de casa rigoroso desde o início ”, afirmou o prefeito.

Expectativa é de que os números de infectados aumente até o final de junho. Até esta terça-feira (19), eram 293 casos de novo coronavírus confirmados em Cuiabá. 

Leia mais: Assembleia aprova projeto de lei que prevê aumento de gratificação para servidores efeitos


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS