Redução do Crescimento

Perspectiva de abertura de pontos comerciais este ano no país é 25% menor do que o ano anterior

Este ano até o governo federal interviu no setor do comércio para tentar estimular o varejo
Quarta-feira 25 de Setembro de 2019
CNC/MT Econômico
Perspectiva de abertura de pontos comerciais este ano no país é 25% menor do que o ano anterior

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cerca de 8,7 mil pontos comerciais devem ser abertos no país até o fim do ano. Mesmo assim,  o resultado deve ser 25% inferior ao número registrado em 2018 (11,7 mil).

Segundo o economista da CNC Fabio Bentes, o resultado é "reflexo do fraco nível de atividade da primeira metade de 2019", quando foram abertos 3,3 mil pontos comerciais.

Em relação ao primeiro semestre, houve queda em relação ao primeiro semestre de 2018, quando foram abertas 5 mil lojas, e em relação ao último semestre do ano passado (6,7 mil lojas).

A abertura de lojas ocorreu em seis dos dez segmentos do varejo, dentre os pontos de venda inaugurados no primeiro semestre de 2019, destacam-se os segmentos de hiper e supermercados (2,7 mil novas lojas), utilidades domésticas e eletroeletrônicos (450) e farmácias, drogarias e perfumarias (397). Por outro lado, as lojas de materiais de construção foram os que mais fecharam as portas (menos 456 lojas).

Este ano até o governo federal interviu no setor do comércio para tentar estimular o varejo. Foi criada a Semana do Brasil, num período que geralmente são registradas menos vendas em comparação aos demais períodos do ano. Veja mais sobre isso em publicação anterior do MT Econômico nesse link.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS