PIB DO AGRO

PIB do agronegócio é favorecido com alta no preço dos fertilizantes e rações

A alta dos custos foi sentida principalmente na agricultura, cujo PIB caiu 0,33% em abril
Terça-feira 16 de Julho de 2019
CNA
PIB do agronegócio é favorecido com alta no preço dos fertilizantes e rações

Conforme levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio cresceu 0,04% em abril deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado.

No acumulado de janeiro a abril, o PIB do agronegócio teve queda de 0,05%. O resultado tanto de abril quanto do 1º quadrimestre foi puxado principalmente pela alta de 19,9% nos preços dos fertilizantes e corretivos de solo e pela elevação de 11% no valor das rações para animais.

Esta alta contribuiu para o bom desempenho do segmento de insumos, que cresceu 1,64% no mês e 5,26% no quadrimestre.

Por outro lado, o aumento dos custos de produção provocado pela subida dos preços dos insumos comprometeu a renda do segmento primário, com queda de 0,86% em abril e de 1,62% no acumulado.

A agroindústria teve crescimento de 0,29% em abril e de 0,34% nos quatro primeiros meses de 2019. O PIB do segmento de serviços subiu 0,17% no mês e caiu 0,12% no 1º quadrimestre.

A alta dos custos foi sentida principalmente na agricultura, cujo PIB caiu 0,33% em abril e 0,47% no acumulado de quatro meses. Já a pecuária teve variação positiva mensal de 1,07% e de 1,11% no quadrimestre.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS