POUPANÇA

Poupança ainda vale a pena investir? Depende

Dependendo do tempo que você deixa seu dinheiro investido, acabará tendo parte considerável do rendimento comida pelo IR.
Segunda-feira 05 de Agosto de 2019
Mobills / MT Econômico
Poupança ainda vale a pena investir? Depende

Se você também tem a dúvida de poupança ainda vale a pena investir, então veja aqui algumas informações que a Mobilis e o MT Econômico trazem para você que podem te ajudar a tirar as próprias conclusões.

Quando a poupança vale a pena?

Quando você deixa o dinheiro aplicado por menos de um ano. Esse tipo de aplicação não incide imposto de renda como diversos outros produtos financeiros. 

Além disso, no curto prazo, a diferença de rendimento entre a poupança e outros investimentos em renda fixa é tão pequena que acaba não compensando outras aplicações.

Uma opção interessante também é investir em Tesouro Direto, mas é preciso escolher o título certo para cada ocasião, pois se resgatar antes da data de vencimento pode perder dinheiro. O título com liquidez imediata é o Tesouro Selic.

Abaixo serão demonstradas 4 modalidades de investimento que podem oferecer segurança atrelada a boas rentabilidades no médio e longo prazo.

CDB

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB) são títulos emitidos por bancos no intuito de financiar suas atividades. O investidor empresta seu dinheiro ao banco e, em troca, recebe o valor acrescido de juros ao final de um determinado período.

Os CDBs geralmente oferecem boa segurança por serem protegidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Esta instituição pode ressarcir o investidor até R$250 mil, por CPF e por instituição, caso o banco que ele fez o investimento declare falência.

Letras de Crédito

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) têm funcionamento muito semelhante ao investimento em CDB. É uma espécie de empréstimo que o investidor faz a uma instituição financeira. Só que, neste caso, a instituição utiliza o capital para financiar atividades dos setores imobiliário ou do agronegócio.

Assim como a poupança, as LCIs e LCAs são isentas de Imposto de Renda, o que pode ser um fator muito atrativo para muitos investidores. No entanto, uma dica importante é não levar apenas esse fator em consideração.

Na hora de decidir onde aplicar seu dinheiro, a calculadora será sua melhor amiga. Faça os cálculos de rendimento considerando todos os custos. Muitas vezes, um CDB pode trazer retornos maiores que uma LCA, mesmo pagando IR. Por isso, é tão importante colocar tudo na ponta do lápis.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa de investimento do governo federal e é bem provável que você já tenha ouvido falar dele. O investidor pode comprar títulos públicos através da internet, de forma prática e segura, com valores a partir de R$ 30.

O funcionamento do Tesouro é bem semelhante ao do CDB: um investidor empresta dinheiro para o governo e, em troca, recebe o valor acrescido de juros após o prazo combinado.

O mais legal do Tesouro é que, por ser simples e acessível, ele está sendo considerado o primeiro passo para quem deseja ir além da poupança. Tanto é que o programa tem conquistado cada vez mais adeptos, batendo recorde de inscritos.

Bolsa de Valores

A Bolsa também é uma boa opção para quem quer ter rendimentos maiores que a poupança. Apesar do que muita gente pensa, é possível investir em ações de forma segura. Para isso, existem estratégias que aliam bons retornos com manejo de risco.

Além disso, a Bolsa é muito democrática. Pensou que só milionários investiam em ações? É aí que você se engana. Investidores de diferentes perfis e bolsos conseguem ter resultados bem legais, basta entender um pouco mais sobre o mercado financeiro e não ter a ansiedade de retirar o dinheiro quando alguma oscilação de mercado acontece.

Mais sobre finanças pessoais clique aqui.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS