Homenagem

Presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso receberá do Corecon-MT a Comenda “Economista Roberto Campos” na segunda-feira (18)

A comenda será concedida no dia 18 de novembro, às 9h, no auditório Milton Figueiredo, anexo à Assembleia Legislativa.
Sexta-feira 15 de Novembro de 2019
Andressa Boa Sorte/Assessoria Corecon-MT
Presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso receberá do Corecon-MT a Comenda “Economista Roberto Campos” na segunda-feira (18)

Reconhecer e valorizar a participação de personalidades no desenvolvimento econômico do estado de Mato Grosso são os objetivos da Comenda “Economista Roberto Campos”, idealizada pelo presidente do Conselho Regional de Economia de Mato Grosso – CORECON-MT, Evaldo Silva. A honraria será concedida no dia 18 de novembro, no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa ás 9h. 

“Ao perceber o importante momento de reformas políticas e econômicas que o país vive, propus à diretoria do CORECON a criação desta Comenda, como forma de, não apenas destacar a atuação de gestores e personalidades em prol da economia, mas também para trazer esse olhar mais crítico sobre essa importante ciência”, disse Evaldo.

Entre as doze autoridades homenageadas está o presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso, Gustavo de Oliveira. “É uma grande satisfação receber esse convite e um privilégio fazer parte desta história. O Economista Roberto Campos, que dá nome a comenda, foi um grande mato-grossense, que lutou muito pelo país, com ideias econômicas revolucionárias. Tem a minha admiração”, disse.

Gustavo de Oliveira é graduado em Engenharia Civil, pós-graduado em Gestão Empresarial e em Fusões e Aquisições de Empresas, além de ter especialização em Geotecnia. É empresário do ramo da mineração e de transportes, já atuou como secretário de Estado por três anos, e atualmente, é o presidente do Sistema Federação das Indústrias – a principal entidade de representação das indústrias de Mato Grosso, além de desempenhar os cargos de presidente do Conselho Regional do Sesi e Senai no estado, e de diretor na CNI.

A concessão da Comenda faz parte das comemorações dos 45 anos de fundação do CORECON em Mato Grosso. A entidade representativa, além de fiscalizar e garantir o exercício legal da profissão, tem promovido uma série de debates acerca da economia nacional e internacional, aproximando o setor público e privado, dos atuais e futuros economistas.

Para o presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, toda a população tem muito a ganhar com o trabalho realizado pelo Conselho.            “Parabenizo ao CORECON por esse protagonismo, por provocar discussões relevantes para a sociedade e dar voz às diversas opiniões. A gente sabe que as decisões econômicas afetam a vida de todos, por isso é muito importante debater e esclarecer sobre as alternativas e caminhos a serem seguidos”, destaca.

“Economista Roberto Campos”

Serão homenageados o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes; o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho; o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro; a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos; o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso, Gustavo de Oliveira; o presidente da Associação Comercial de Cuiabá, Jonas Alves de Souza; o presidente da FAMATO, Normando Corral; o presidente da FCDL, Osair Nunes Bezerra; o presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares Junior; e a presidente da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso, Gercimira Ramos Moreira Rezende; Dom Milton Antônio dos Santos, arcebispo de Mato Grosso; e o Desembargador Carlos Alberto Alves da Costa, Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

A escolha do nome da Comenda prestigia o economista Roberto de Oliveira Campos, que nasceu em Cuiabá em 1917. Além de economista, foi professor, escritor e político. Fez parte da delegação brasileira da Conferência de Bretton Woods, que criou o Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial. No período em que esteve nos Estados Unidos, foi membro da delegação brasileira em diversas reuniões e conferências internacionais.

Mais tarde, tornou-se parte da assessoria econômica do presidente Getúlio Vargas. No Governo Juscelino Kubitschek, foi um dos Presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e teve uma participação importante no Plano de Metas. Foi ministro do Planejamento durante o governo de Castelo Branco, quando promoveu muitas reformas econômicas. Foi também um dos idealizadores do Banco Central do Brasil, Estatuto da Terra e do FGTS.

Foto: Corecon MT


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS