Retrospectiva Milho

Principais assuntos que marcaram o milho em 2019

Os destaques foram o índice de produção, o recorde de exportação, o aumento da demanda e a alta nos preços.
Terça-feira 24 de Dezembro de 2019
Notícias Agrícolas
Principais assuntos que marcaram o milho em 2019

O MT Econômico traz para os leitores do agronegócio uma publicação bem interessante do portal Notícias Agrícolas. É sobre o milho, uma cultura produtiva bem importante no cenário econômico estadual. Veja abaixo a sequência cronológica:

JANEIRO

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a segunda semana de janeiro.

>> Exportações brasileiras de milho fecham segunda semana de janeiro maiores do que as registradas em 2018

Os trabalhos com a segunda safra de milho já se iniciaram em diversas localidades do Brasil. Com a antecipação do plantio de soja, as colheitas também começaram mais cedo e propiciaram o aparecimento de áreas já plantadas do milho safrinha, em especial no dois maiores estados produtores do país, Mato Grosso e Paraná.

>> Plantio do milho safrinha começa em diversas regiões do Brasil com expectativa de boa produtividade e aumento das exportações

FEVEREIRO

O clima registrado durante a safra brasileira de grãos no ciclo 2018/19 acarretou perdas para a soja, enquanto safra de verão de milho apresenta bom andamento no Rio Grande do Sul. Segundo levantamento da consultoria INTL FCStone, é esperado um novo recuo na produção da oleaginosa, para 112,2 milhões de toneladas, volume que representaria queda de 5,9% em relação a 2017/18.

>>  INTL FCStone: Brasil produz menos soja, mas deve recuperar ‘safrinha’ de milho

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a segunda semana de fevereiro.

>> Média diária de exportações brasileiras de milho até 2ª semana de fevereiro é 81% maior do que ano passado

MARÇO

A safra de grãos 2018/2019 deve alcançar a marca de 233,3 milhões de toneladas, mantendo-se como a segunda maior registrada na série histórica do país. O bom desempenho é impulsionado pela melhora da produção do milho na segunda safra do grão. Os dados estão no 6º levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira (12).

>> Conab prevê recuperação do milho e estima safra em 233,3 milhões de toneladas

O IMEA (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária) divulgou relatório apontando que a comercialização da safra 2017/18 de milho no estado alcançou 99,27% da produção, um aumento de 0,91%. A demanda do mercado interno continua pautando os negócios, como o principal consumidor neste período de entressafra, exibindo um preço médio comercializado de R$ 22,64/sc.

>> Safra de milho 2017/18 já está 99,27% vendida no Mato Grosso; vedas de 2018/19 chegam em 52,90%

A safra de soja 2018/19 do Brasil deve alcançar 116,41 milhões de toneladas, projetou nesta sexta-feira a Safras & Mercado, em um aumento de quase 1 por cento frente a previsão anterior, conforme uma "melhora climática" após a estiagem de dezembro e janeiro não só estancou as perdas como também impulsionou os rendimentos em certas áreas.

>> Safras cita clima e eleva previsões para soja e safrinha de milho do Brasil

ABRIL

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a primeira semana de abril.

>> Média diária de exportações brasileiras de milho em março é mais de 400% maior do que ano passado

As vendas de milho da safra 2018/19 do Brasil até a semana passada superavam o total comprometido há um ano para o ciclo anterior, enquanto a comercialização de soja perdeu ritmo e agora está atrás do observado em igual momento de 2017/18, informou nesta segunda-feira a Datagro.

>> Vendas de milho 18/19 do Brasil superam às do ano passado; soja tem atraso, diz Datagro

A Abramilho (Associação Brasileira dos Produtores de Milho) apontou que as expectativas para a safrinha do cereal eram altas com a possibilidade de grandes produtividades nas lavouras que ainda estavam em desenvolvimento.

>> ABRAMILHO espera grande produção para safrinha e aconselha produtor buscar vendas antecipadas

MAIO

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até a segunda semana de maio.

>> Média diária de exportações brasileiras de milho em maio é 1235% maior do que ano passado

Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), publicado esta quinta-feira (9), em Roma, aponta que o Brasil consolidou sua rápida ascensão na produção de milho, tornando-se o segundo maior exportador mundial do cereal. Há 10 anos, o país detinha apenas 1% do mercado global e agora já é responsável por 25% do total mundial das vendas do produto.

>> Brasil já é o segundo maior exportador mundial de milho

O Conselho Internacional de Grãos (IGC) reduziu nesta quinta-feira sua previsão para a produção mundial de milho na temporada 2019/2020, impulsionada por uma perspectiva menor para a safra norte-americana.

>> IGC corta previsão para produção mundial de milho em 2019/20

JUNHO

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) divulgou seu relatório mensal apontando as estimativas de safras. Segundo os dados apresentados, o milho safrinha 2019 deve ter produção de 70,677 milhões de toneladas.

>> Conab eleva estimativa do milho safrinha para mais de 70 milhões de toneladas

O Brasil havia colhido até esta semana 12,5% de sua área de milho segunda safra, em ritmo acelerado que supera os 3,9% registrados na mesma época em 2018, informou nesta quarta-feira a consultoria Arc Mercosul.

>> Adiantada, colheita de milho do Brasil atinge 12,5% da área, diz Arc Mercosul

O Brasil, segundo exportador global de milho, exportará um volume recorde de 38 milhões de toneladas do cereal em 2019, com o produto nacional mais competitivo que o dos Estados Unidos, em um ano em que os brasileiros estão colhendo uma safra gigantesca e os norte-americanos enfrentam atrasos históricos no plantio, avaliou nesta segunda-feira a Agroconsult.

>> Brasil exportará recorde de 38 mi t de milho no ano, com vendas até aos EUA, diz Agroconsult

Com essa perspectiva de quebra da safra americana, o Brasil despontava como grande beneficiado desta situação.

>> Brasil ganha no preço do milho com quebra da safra dos EUA, mas perderá competitividade nas carnes

>> Com menor oferta de milho nos EUA, Brasil pode atender demanda mundial, mas safra recorde deve limitar alta nos preços

JULHO

Uma audiência pública para discutir a cobrança do Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação) sobre a produção do milho está marcada para acontecer na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso no dia 16 de julho.

>> Audiência pública na Assembleia Legislativa do MT vai discutir cobrança do Fethab do milho

A produção total de milho do Brasil na temporada 2018/19 deverá somar 99,7 milhões de toneladas, disse nesta terça-feira a consultoria INTL FCStone, elevando sua estimativa frente aos 98,2 milhões projetados no mês anterior.

>> FCStone eleva projeção de safra total de milho do Brasil em 2018/19 para 99,7 mi t

A produtividade da safrinha também registrou elevação impulsionada pelo clima favorável e manejos corretos dos produtores.

>> Combinação de clima e boas ações foram responsáveis por aumento de 7 a 20% na produtividade do milho safrinha

Ao mesmo tempo, a possibilidade de quebra na safra americana refletia nas cotações da Bolsa de Chicago (CBOT), o que impactava também os preços aqui no Brasil.

>> Cotações do milho em Chicago devem permanecer em alta de olho na qualidade das lavouras americanas, diz analista

AGOSTO

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços divulgou, por meio da Secretaria de Comércio Exterior, seu relatório semanal que aponta as exportações acumuladas de diversos produtos agrícolas até o final de julho.

>> Exportações brasileiras de milho batem recorde histórico em julho

A expectativa de um cenário de preços favoráveis para o milho na nova temporada deverá favorecer um aumento de 3,46% no plantio do cereal no Brasil, diante de perspectivas de que o país feche 2019 com exportações recordes da commodity em meio a uma quebra de safra nos Estados Unidos.

>> Plantio de milho do Brasil crescerá 3,46% em 2019/20, terá novo recorde, apontam analistas

SETEMBRO

As exportações de milho do Brasil dispararam em agosto, para um novo recorde mensal de 7,65 milhões de toneladas, elevando o total exportado no ano para 23 milhões de toneladas, mais que o dobro do visto nos oito primeiros meses de 2018 (9,19 milhões de toneladas), de acordo com dados divulgados pelo governo nesta segunda-feira.

>> Exportação de milho do Brasil mais que dobra no ano; a de soja cai mais de 10%

Junto com com essa elevação, os preços do milho brasileiro também aumentavam com cerca de 70% da safrinha já negociada à esta altura do ano.

>> Preços do milho e exportações brasileiras devem seguir aumentando nos próximos meses, aponta consultor da FCStone

A exportação de milho do Brasil nas três primeiras semanas de setembro somaram 4,76 milhões de toneladas, acumulando no ano 27,46 milhões de toneladas, um volume que já supera com folga o total exportado em todo o ano passado, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pelo governo.

>> Exportação de milho do Brasil no acumulado do ano supera embarques de 2018 completo

As projeções para o restante do ano também eram animadoras no que diz respeito as exportações brasileiras de milho, elevando a expectativa do volume final de embarques.

>> Exportação de milho deve registrar novo recorde em 2019 podendo superar 34 milhões de toneladas, diz Anec

OUTUBRO

As exportações de milho alcançaram recorde histórico para os meses de setembro em quantidade e valor. Foram exportadas 6,5 milhões de toneladas (+93,4%), equivalente a US$ 1,1 bilhão (+85,5%).

>> Exportação de milho continua em alta e soma US$ 1,1 bi em setembro

Em setembro último, o Brasil embarcou diariamente 75,0% mais milho em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). 

>> Exportações brasileiras de milho seguem firmes

Esse números elevados atuaram diretamente para impulsionar as cotações do milho também no mercado interno, que começavam a se aproximar dos praticados nos portos.

>> Milho tem momento de mercado forte no Brasil com preços altos motivados pela demanda intensa nos portos e no interior

>> Milho deve seguir valorizado no Brasil, mas altas podem estar próximas do limite

Outro componente nesta alta de preços do cereal brasileiro foi o aumento da demanda para a produção de etanol de milho. A produção deste tipo de bicombustível cresceu 66% em Mato Grosso neste ano e hoje já corresponde à 1,4 bilhão de litros no país.

>> Unem projeta crescimento do etanol de milho no Brasil para ir de 5 até 20% da participação no biocombustível nacional

NOVEMBRO

Os exportadores de milho do Brasil estão desfrutando de um ótimo ano graças a uma grande safra e a melhorias logísticas, ampliando o status do país como um importante fornecedor global do produto e ameaçando o tradicional domínio dos Estados Unidos no setor.

>> Milho brasileiro ganha força e ameaça domínio dos EUA em exportações

A demanda por milho brasileiro nunca cresceu tanto no país, com as indústrias de carne aumentando o consumo do principal ingrediente da ração para aves e suínos, ao mesmo tempo em que o Brasil tem agora uma crescente produção de etanol a partir do cereal, disse o diretor-presidente da SLC Agrícola, uma das maiores companhias do setor no país, nesta quinta-feira.

>> Nunca a demanda por milho do Brasil cresceu tanto, diz SLC Agrícola

Esse boom na demanda começou a acender um sinal de alerta para uma possível crise de abastecimento do milho no Brasil para o ano de 2020 e a manutenção das cotações estáveis e altas, pelo menos até o início da colheita da safra verão.

>> Vai faltar milho no início de 2020? Analistas divergem e preços seguem fortes

>> Possível falta de milho em 2020 já preocupa setores do agronegócio, diz Enori (Faesc)

>> Preço do milho deve permanecer estável até chegada do cereal da safra verão

DEZEMBRO

As exportações de milho do Brasil atingiram históricas 40,6 milhões de toneladas de janeiro até a primeira semana de dezembro, de acordo com dados do governo publicados nesta segunda-feira.

>> Exportação de milho do Brasil já supera 40 mi t no acumulado do ano

A manutenção destes fatores de altas exportações com a demanda mais aquecida levou analistas a projetarem novas valorizações para o milho em 2020 com a saca do cereal podendo até os R$ 60,00 em algumas localidades e registro de falta de produto disponível para o consumo interno.

>> Milho aponta para preço de R$ 52/saca na virada do ano com a crise argentina

>> Anderson Galvão, da Céleres, prevê R$ 60/saca se houver escassez de milho na safrinha

Em um balanço do ano 2019, a Abramilho (Associação Brasileira dos Produtores de Milho) apontou que o ano foi positivo para o produtor de milho brasileiro. Os destaques foram o índice de produção, o recorde de exportação, o aumento da demanda e a alta nos preços.

>> Abramilho avalia 2019 como positivo para o produtor de milho e vê boas perspectivas para 2020


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS