Venda de veículos 0-Km fecha primeiro semestre com retração anual, em MT

As vendas de veículos zero quilômetro, em Mato Grosso, encerraram o primeiro semestre desse ano com retração de 0,98% na comparação anual com o mesmo momento do ano passado. Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que o volume de unidades comercializadas de janeiro a junho de 2022 somou 46.781, enquanto que em igual momento do ano passado haviam sido contabilizadas 47.243.

O balanço semestral mostra que Mato Grosso registrou resultados negativos em todas as comparações realizadas dentro do período. A análise de junho/22 ante junho/21 revela perda anual de 0,75%, com o total emplacado/comercializado passando de 8.922 para 8.989. Já na avaliação mensal, junho/22 sobre maio/22, a queda é de 2,68%, com os saldos passando de 8.922 para 9.168. Maio foi um dos melhores momentos do ano em vendas de veículos zero quilômetro para os concessionários mato-grossenses.

Ainda que o saldo do primeiro semestre tenha sido negativo, apontando queda anual de 0,98%, a retração no mercado local foi menos intensa do que a registrada na média nacional, que conforme a Fenabrave recuou 3,2%.

O mercado de zero quilômetro no Estado segue sustentado pelas vendas do segmento de auto e comerciais leves que representam 42,66% do share local. De janeiro a junho foram vendidas 19.956 unidades. Em seguida vem o segmento de motos, cuja participação é de 37,79%, com 17.677 unidades emplacadas no período.

A Fenabrave observa que junho teve um dia útil a menos, somando 21 dias. No País, o mês encerrou com retração de 6,6%, na comparação com maio deste ano (22 dias úteis), mas ficaram 2,1% acima do mês de junho de 2021. “Considerando que a diferença de um dia útil representa, em média, 5% nas vendas mensais, podemos considerar que o mercado, em junho, ficou estável”, analisa o presidente da Fenabrave, Andreta Jr.

Leia também: Maio foi o melhor mês de venda do ano para 0-km em MT

O bom desempenho do segmento de motocicletas, que cresceu mais de 23% até junho, na comparação ao acumulado do ano passado, fez com que o primeiro semestre de 2022 fechasse em ligeira queda, de apenas 3%.

Para Andreta Jr., “a recuperação do setor vem acontecendo de forma gradual e consistente, nos últimos meses. Se notarmos a média diária mensal das vendas perceberemos essa evolução. No caso de automóveis e comerciais leves, por exemplo, o volume saltou de 5.550 unidades, em janeiro deste ano, para 8.270, em junho. Se mantivermos a mesma média diária de junho, até o final deste ano, teremos um desempenho anual muito próximo ao resultado obtido no ano passado, numa estimativa moderada, já que o segundo semestre costuma ser melhor do que o primeiro semestre, historicamente”, analisa o presidente da Fenabrave.

REVISÃO DAS PROJEÇÕES – Considerando a análise do último semestre, a Fenabrave revisou suas projeções para os emplacamentos de veículos em 2022. Para o setor em geral, a entidade que, em janeiro estimava um aumento de 5,3% para as vendas de veículos, agora projeta que 2022 encerrará com uma alta de 5,5%.

Leia mais: Estudo aponta que rota originada em MT tem um dos fretes mais baratos para ‘semi-pesados’

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

Tagged: , , , , , ,