instrução do mapa

400 mil cabeças de gado estão isentas de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso

Isenção é decorrente da proibição da comercialização de vacinas e ingresso de bovinos vacinados também nos estados do Rio Grande do Sul, Acre e Rondônia.
Segunda-feira 04 de Maio de 2020
MT Econômico
400 mil cabeças de gado estão isentas de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso

Ao menos 400 mil cabeças de gado estão livres de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso a partir deste ano, conforme instrução normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Entre os municípios inclusos estão Rondolândia e parte dos municípios de Colniza, Comodoro e Juína. 

Isenção é decorrente da proibição da comercialização de vacinas e ingresso de bovinos vacinados também nos estados do Rio Grande do Sul, Acre e Rondônia. Em números, cabeças de gado correspondem a 300 milhões. De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), a certificação de todo o rebanho deve acontecer em 2021. 

Para o coordenador de Sanidade Animal do Indea, João Marcelo Brandini Nespoli, a retirada da vacinação nas regiões destes municípios se deu pela ligação entre o estado de Rondônia

 “Essas propriedades possuem uma relação comercial direta e dependente de Rondônia, devido a logística, então é fundamental que avancem para um mesmo status sanitário. Também será uma grande oportunidade para que possamos acessar mercados internacionais que ainda não acessamos devido à prática de vacinação, o que poderá valorizar os animais da região”, diz Oswaldo Ribeiro, presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).  

Leia mais:  Com baixa demanda de combustíveis, usinas de etanol de milho suspendem atividades


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS