dados do imea

Com volta da atividade, frigoríficos têm preços maiores do que antes do isolamento

Conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), maior impacto aconteceu nas regiões Nordeste e Sudeste de MT
Terça-feira 05 de Maio de 2020
MT Econômico
Com volta da atividade, frigoríficos têm preços maiores do que antes do isolamento

Em março, nove frigoríficos em Mato Grosso foram afetados diretamente com as medidas restritivas impostas em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Com isso, a queda da utilização da capacidade industrial chegou a 46,75%. 

Conforme dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), maior impacto aconteceu nas regiões Nordeste e Sudeste de MT, onde cada uma teve duas plantas paralisadas. 

“A ociosidade no Estado só não foi maior, pois outras regiões conseguiram aumentar a sua capacidade, assim como seu abate diário, que foram os casos das regiões Oeste e Centro-sul”, disse o instituto. 

Na região Oeste houve aumento de 2,79% e a Centro-Sul registou aumento de 1,23% no abate. Ainda assim, queda em Mato Grosso foi de 8,22% se comparado a fevereiro. Expectativa, no entanto, é que de cenário seja mais ameno com as habilitações de quatro frigoríficos para exportação de carne para o Egito.

Com a volta das atividades, os preços ofertados foram maiores do que no período antes da quarentena. Média do boi gordo foi de R$ 170,24 a arroba e da vaca gorda de R$ 159,24.

Leia mais: Algodão segue em ritmo normal em MT


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS