Indústria MDF

Floraplac expande operações e inicia atuação em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

A Floraplac tem consultores capacitados em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal, que garantem a presença do padrão Floraplac em todas as regiões do Brasil.
Quarta-feira 22 de Julho de 2020
MT Econômico/Assessoria
Floraplac expande operações e inicia atuação em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

A Floraplac, primeira indústria de MDF da região amazônica, segue com sua expansão nacional e inicia atuação em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul com consultoria comercial e por meio de lojas especializadas vendendo o produto com garantia de qualidade e de alto padrão.

"Estamos muito felizes com a chegada da Floraplac em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que já vinha sendo muito pedida pelo público da região. Pesquisamos e buscamos conhecer bem o mercado da região e chegamos para entregar a melhor experiência ao cliente", destaca Argeu Duarte, diretor comercial da Floraplac.  

A Floraplac tem consultores capacitados em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal, que garantem a presença do padrão Floraplac em todas as regiões do Brasil.

Sobre a Floraplac

Há 10 anos, a Floraplac, primeira indústria de MDF da região amazônica, atua com um trabalho de excelência pautado na qualidade dos seus produtos, na responsabilidade socioambiental e na valorização dos seus colaboradores. Situada no município de Paragominas, no Pará, a Floraplac faz parte do Grupo Concrem, que há 30 anos é referência no segmento madeireiro, integrando ainda as empresas Concrem Wood e Expama.

Um dos principais pilares da Floraplac é o respeito ao meio-ambiente, realizado por meio de uma série de ações sustentáveis que começam no plantio da matéria-prima. A Floraplac utiliza exclusivamente como matéria-prima o eucalipto, oriundo de florestas de replantio, o que evita o desmatamento e tem forte redução no impacto ambiental. O MDF fabricado com eucalipto da Floraplac traz mais benefícios como resistência a rachaduras e quebras no momento da fixação, montagem segura e remontagem por várias vezes sem sofrer desgastes na sua reutilização.

Leia mais: Pesquisa: 40,6% das empresas inovadoras introduziram inovações com impactos ambientais positivos entre 2015 e 2017


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS