Veículos MT

MT registra queda de 37% nas vendas de veículos novos em maio

Considerando os dados nacionais, a queda poderia ser maior não fosse o setor agrícola, avalia Fenabrave-MT
Quinta-feira 04 de Junho de 2020
Simone Alves - Fenabrave/MT
MT registra queda de 37% nas vendas de veículos novos em maio

Com a maior flexibilização na abertura do comércio, as vendas de veículos em Mato Grosso sofrem um forte impacto, mas ainda menor do que o visto no cenário nacional. Enquanto no Brasil a queda foi de 71,98% em relação a maio do ano passado, Mato Grosso registrou queda de 37,97%.

Na opinião do diretor da Fenabrave - Regional Mato Grosso, Paulo Boscolo, não há motivos para comemorar, pois, independente da diferença nos números, o setor registra queda na comparação com 2019. "Destacamos que a queda em Mato Grosso foi muito menor do que no Brasil. Os números daqui estão alinhados com os registrados no Centro-Oeste em todos os segmentos. Certamente, isso é em função do bom desempenho do setor agrícola", pontua Boscolo.

A abertura de parte dos comércios e maior atividade de alguns departamentos estaduais de trânsito ajudaram a elevar as vendas de maio em 21,21% na comparação com abril. O volume emplacado no quinto mês do ano foi de 6.269, um número alcançado sobre um volume já baixo. Em abril se comercializou 5.172 unidades. Já em maio do ano passado, foram 10.106 veículos.

O gerente regional da Saga Veículos e diretor da Fenabrave, Edson Maia, explica que ocorreu muita oscilação entre as marcas. Para ele, a pujança do agronegócio fez sobressair as vendas de veículos da categoria Premium. Quanto às demais categorias, falta mais disponibilidade de produtos. Como medida para conter a pandemia e a redução na demanda, quase todas as fábricas de veículos pararam de produzir. "As montadoras devem retomar a produção de forma gradual e as concessionárias poderão oferecer mais opções aos consumidores. Esperamos perspectivas melhores para o final de julho", explicou Edson Maia.

"É difícil falar em previsões agora e revisão dos números em razão das incertezas que cercam a economia que sofre os impactos do coronavírus", completou Paulo Boscolo.

Leia mais: Queda na comercialização de veículos novos alcança 45% em MT; impacto vai além das vendas

Confira abaixo as vendas por segmento



COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS