Artigo

300 anos de comércio e empreendedorismo

As maiores empresas de telefonia, energia e comércio estão sediadas em Cuiabá. Não tem como negar o seu protagonismo no cenário de desenvolvimento de Mato Grosso
Sábado 06 de Abril de 2019
Jonas Alves
300 anos de comércio e empreendedorismo
Foto: Jonas Alves

Cuiabá surgiu predestinada à riqueza e ao crescimento. Das lavras de ouro à pujança e diversificação da economia atual, tenho muito orgulho de presidir a primeira entidade empresarial de Mato Grosso: a Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), que há 106 anos, faz parte dessa história de desenvolvimento.

Foi na ACC que se implantou a primeira linha telefônica automática de Cuiabá, na década de 1950. Também foi a entidade que construiu o Palácio do Comércio, primeiro edifício comercial de Cuiabá, inaugurado em 1975. Ela serviu de referência para todas as Associações e Federações empresariais que vieram depois e defende, ainda hoje, incansavelmente, a causa do comércio e das empresas da Capital.

Aproximadamente 25%, ou seja, um quarto das empresas em atuação em Mato Grosso estão instaladas em Cuiabá. A Capital tem uma importância estratégica para o Estado campeão na produção de grãos do país e responsável por 10% da soja do mundo.

A localização estratégica da cidade, a estrutura do Distrito Industrial, a rede hoteleira e centros de convenções capazes de receber eventos de grande porte são potencialidades que renderam à Cuiabá o 12º lugar no ranking das melhores cidades para se investir da Revista Exame (2017) e a coloca como uma das 100 maiores economias do Brasil.

Comércio e indústria representam os principais motores da economia, mas a Capital também é o centro de negociações do agronegócio do Estado, além de ser a grande fornecedora de mercadorias e serviços para o setor. É aqui que estão concentrados os cursos superiores, serviços de saúde e entretenimento.

As maiores empresas de telefonia, energia e comércio estão sediadas em Cuiabá. Não tem como negar o seu protagonismo no cenário de desenvolvimento de Mato Grosso, da mesma forma que não tem como não dar à ACC o crédito pela participação e importância como entidade representativa empresarial durante o último século.

Nesse aniversário tão simbólico de Cuiabá, eu também tenho muito orgulho de, como tantas pessoas que vieram de fora, contar aos meus netos como era a cidade de 35 anos atrás, quando cheguei para montar minha primeira empresa, uma distribuidora de alimentos.

Minha história com Cuiabá tem 35 anos. A ACC é parte da história de Cuiabá há 106 anos. Cuiabá, neste dia 08 de abril, faz 300 anos. São muitas datas significativas e que se entrelaçam por um sentimento comum de amor e respeito. No seu aniversário, Cuiabá, eu te desejo desenvolvimento.

Continue a prosperar e possibilitar o crescimento das empresas que atuam nesse chão. Continue a gerar e receber de braços abertos tantas famílias, como a minha, que te escolheram para viver. Parabéns, Cuiabá!

*Jonas Alves é presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat)


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS