Expectativa Setembro

Coluna Especial: O mercado de automóveis. Que venha setembro, novos e usados

Apesar do mês de agosto negativo, as vendas no ano registram um acumulado de 1,79 milhão de veículos vendidos, com elevação de 9,9% em relação ao ano passado.
Quarta-feira 18 de Setembro de 2019
Ricardo J. J. Laub Jr./MT Econômico
Coluna Especial: O mercado de automóveis. Que venha setembro, novos e usados

Segundo o presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Luiz Carlos Moraes, as vendas de veículos no ano de 2019 em relação a 2018 devem crescer cerca de 20%, alcançando o índice aproximado de 11% no fim ano.

No mês de agosto, a venda de veículos novos no país caiu 0,3% na comparação com julho e 2,3% confrontado com o mês de agosto de 2018. Tal queda se explica pelo baixo número de dias úteis. Apesar do mês negativo, as vendas no ano registram um acumulado de 1,79 milhão de veículos vendidos, com elevação de 9,9% em relação ao ano passado.

Esse cenário na opinião do presidente, não é preocupante porque sua experiência diz que “o segundo semestre sempre é um período melhor do que o primeiro e neste ano vem aliado a outros fatores”. Entre estes fatores o presidente da Anfavea destaca:[...]"A redução da taxa Selic”, fator fundamental para que as revendedoras possam melhorar seu desempenho em vendas, oferecendo financiamentos mais baratos, e ainda, “o apetite” dos bancos por aumentar a sua carteira de clientes.

As exportações de carros zero km também tiveram uma queda de 12,8% de julho para agosto, segundo Luiz Carlos Moraes, números preocupantes, muito pela relação comercial com a Argentina, que neste momento passa por uma “crise desde o começo do ano, tem uma eleição agora, um momento delicado. Eles realmente são um desafio para o setor e nós não vemos, no curto prazo, uma solução que possa ter um impacto positivo para nós".

Apesar dos resultados, a produção de veículos foi 1,1% maior que a de julho, e uma queda de 7,3% no acumulado do ano, porém a produção segue crescendo, 2% até agora[1]. Todo esse cenário nos leva a crer que o mercado de novos deve oferecer boas condições aos consumidores finais, afinal não há ainda por parte das indústrias automobilísticas um projeto para diminuição da produção.

No caso do veículo usado, também houve uma pequena interrupção no crescimento das vendas, principalmente no mês de agosto, porém há um otimismo moderado quanto a um resultado positivo em 2019.

A Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – FENAUTO – entidade representativa do setor de lojistas multimarcas de veículos seminovos e usados, divulgou o resultado das vendas no mês de agosto de 2019. Segundo a entidade, na comparação com julho as vendas recuaram 2,0%, acompanhando o carro zero km, em função de 1 dia útil a menos.

No exame do volume de veículos comercializados por dias úteis, o resultado ficou positivo em 2,4%. O comparativo de agosto de 2019 com o mesmo mês de 2018 mostra um recuo de 5,1%. No oitavo mês do ano foram comercializados 1.306.881 veículos contra 1.334.032 em julho. O acumulado em 2019 é de 9.491.190 veículos contra 9.387.122 de 2018. O resultado acumulado nos primeiros oito meses de 2019 caiu de 2,2% para 1,1%.

O presidente da FENAUTO, Ilídio dos Santos, continua mantendo o tom de cautela, mas com um otimismo moderado quanto aos resultados a serem alcançados em 2019. Para ele, "a tão desejada recuperação da economia ainda está consolidada, sendo ainda influenciada pelas incertezas sobre o futuro próximo. Vale reforçar que continuamos atentos à variação dos níveis de confiança do consumidor e de outros índices da economia como um todo, sem deixarmos de lado nosso otimismo moderado", finaliza Ilídio[2].

Mato Grosso

Mato Grosso também acompanhou o cenário nacional, com queda de 3,7% na comparação entre os meses de julho e agosto deste ano, já ao mesmo mês do ano passado houve um crescimento de 1,2% e no acumulado do ano manteve um bom desempenho nas vendas, com o crescimento de 13,4% até agora. Tudo indica, que no caso do usado, haverá um ótimo resultado anual.

A procura por usados está de certa forma relacionada a queda na venda de veículos zero km, afinal quanto mais difícil fica adquirir um zero, mais o usado se valoriza. Os mercados não são concorrentes diretos, mas a economia influencia na escolha do consumidor, o preço é importante elemento na decisão de compra. E a frota de usados cada dia está mais jovem, com garantias extras e facilidades que chama a atenção do comprador.

Geralmente o segundo semestre em Mato Grosso sempre surpreende, conta-se com um avanço nas vendas de seminovos e usados. Contudo com as perspectivas que temos, com a queda da taxa Selic, a vontade das financeiras em aumentar seus volumes de venda de créditos, indica um mês de setembro melhor. Lembremo-nos que o fim de ano é um período mais aquecido para o comércio, daí a esperança de um movimento positivo do mercado. Só torçamos para que, nesses últimos 3 meses e meio, não surjam novidades negativas como as tais interferência nas políticas econômicas que venham a intimidar os investidores, sejam eles, consumidores e/ou empresas em geral. Em tempos de cautela, qualquer notícia ruim abala o mercado.

Coluna Especial sobre Setor Automotivo

Colunista MT Econômico: Ricardo J. J. Laub Jr.

Historiador e Empreendedor graduado no Curso de Licenciatura Plena em História na UFMT- Universidade Federal de Mato Grosso e em EMPREENDEDORISMO (2005) pelas Faculdades ICE. Com Mestrado em História Contemporânea pela UFMT/PPGHIS. MBA - Master in Business Administration em Gestão de Pessoas, MBA - Master in Business Administration em Gestão Empresarial e MBA - Master in Business Administration em Gestão de Marketing e Negócios. Professor na faculdade, Estácio de Sá - MT, Invest - Instituto de educação superior. Presidente da AGENCIAUTO/MT- Associação do Revendedores de Veículos do Estado de Mato Grosso, com larga experiência profissional na elaboração de planos de negócio voltados para o ramo automobilístico, gerenciamento comercial, administrativo, controle de estoque, avaliação de veículos, processos operacionais e estratégicos para empresas do setor automotivo e gestão de pessoas no âmbito organizacional.

[1]Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-09/venda-de-veiculos-cai-03-em-agosto-e-producao-aumenta-11

[2] Fonte: FENAUTO – Federação Nacional das Associações dos Revenderes de Veículos Automotores.


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS