O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, recebeu na semana passada a diretora de Inovação e Tecnologia em Indústria e Comércio do Brasil e China, da BraCham (Associação de Empresas Brasileiras na China para Indústria, Comércio e Tecnologia), Lourdes Cristina Printes. A reunião teve como intuito apresentar as oportunidades de negócios entre o país asiático e Mato Grosso.

Dentre as 15 áreas oportunizadas estão agronegócios, têxtil, metal mecânico, peças para veículos (carros, motocicletas, caminhões, tratores e ônibus), energia solar, eólica, óleos e gás, mineração, eletroeletrônicos em geral, materiais de construção, ferramenta, produtos de beleza e saúde, hospitalar, softwares e apps, entre outros.

“Nosso objetivo é fazer negócios e desenvolver a indústria brasileira por meio da parceria bilateral, porém, temos como preceito o intercâmbio tecnológico, para que ambos sejam beneficiados”, relatou Lourdes Printes.

A BraCham representa cerca de 150 empresas nacionais instaladas em território chinês. É a única associação comercial reconhecida pelos governos chinês e brasileiro.

Leia também: Fecomércio/MT promove evento para estreitar relações comerciais com a Rússia

“Já temos laços comerciais com a China em alguns setores, mas acreditamos que podemos ampliar o leque de produtos. E percebemos o quanto eles têm a nos oferece em relação à tecnologia, pesquisa e como mercado consumidor. Essa troca de conhecimentos e possibilidade de investimentos em Mato Grosso nos interessa muito”, ressaltou o secretário César Miranda.

Também participaram da reunião membros da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio/MT), Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec/MT) e da Casa Civil.

INTERESSE COMERCIAL – Em busca de estabelecer relações comerciais com Mato Grosso, os adidos agrícolas da Embaixada da Rússia, Andrey Yurkov e comercial Viktor Sheremetker, visitaram a Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Mato Grosso, na semana passada para conhecer os setores de produção do Estado e identificar quais as cadeias mais atrativas para o país.

“A Rússia elabora todos os anos uma lista de países a serem enviados representantes para fazer a prospecção de novos negócios. O Brasil é um local onde vemos grandes possibilidades, viemos saber mais sobre Mato Grosso, o que tem a nos oferecer e quais parcerias comerciais podemos formar. Temos interesse especial na área mineral e na carne bovina”, informou Yurkov.

Na ocasião foram apresentadas aos adidos as principais cadeias produtivas do Estado, a malha logística, a diversidade turística e segurança jurídica e fiscal que Mato Grosso oferta àqueles que investem no Estado. A explanação sobre a carne bovina foi feita pelo diretor de operações do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), Bruno de Jesus Andrade.

Em contrapartida, os representantes destacaram a possibilidade de habilitar dois frigoríficos mato-grossenses para visita técnica para posterior exportação de carne para o país russo.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

Tagged: , , , ,