Programa Mais MT

Com 9,5 bilhões de investimentos, programa do governo deve gerar mais de 50 mil novos empregos em Mato Grosso

Veja abaixo os 12 eixos temáticos do programa que receberão investimentos
Quarta-feira 28 de Outubro de 2020
Redação
Com 9,5 bilhões de investimentos, programa do governo deve gerar mais de 50 mil novos empregos em Mato Grosso

Na manhã desta quarta-feira (28) o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes lançou o maior programa de investimento da história de Mato Grosso, entitulado Mais MT, que contemplará 12 eixos temáticos e deve totalizar até 2022, cerca de R$ 9,5 bilhões de recursos para diversas áreas.

Com os investimentos previstos, que segundo o governador é uma previsão bem real, pois foram feitos vários estudos internos, Mato Grosso deve gerar cerca de 52.445 novos empregos, sendo 4.642 no comércio (atacado e varejo), 40.440 na construção civil, 2.998 em serviços de arquitetura, engenharia, testes e análises técnicas, 2.232 novas vagas na fabricação de máquinas, equipamentos, móveis e produtos industriais diversos e 2.132 postos de trabalho na área de desenvolvimento de sistemas e outros serviços de informação.

Em seu discurso, o governador comentou também, sobre a burocracia que o poder público tem historicamente e disse que pretende criar mais agilidade nos processos. “Em 2018 a Sema analisou cerca de dois mil CARs [Cadastro Ambiental Rural]. Hoje estamos analisando cerca de cinco mil processos por mês”, ressalta.

Na agricultura familiar também existe dificuldade de atendimento, segundo reportagem do MT Econômico. “Quando um pequeno produtor precisa solicitar um técnico na sua propriedade para ver uma praga em seu bananal por exemplo, temos que receber a demanda, solicitar um técnico, verificar disponibilidade, realizar deslocamento, gastar com diária do profissional, entre outras coisas. Só aí já foram uns 15 dias. Com o atendimento digital será possível receber a demanda por whatsapp, lançar no sistema e fazer uma verificação mais rápida para tentar solucionar o problema o mais rápido possível. Do jeito que está até o técnico ir na propriedade já se perdeu grande parte do bananal do produtor pela demora no processo”, comenta o governador.

Veja abaixo os 12 eixos temáticos do programa que receberão investimentos:

Educação - Estão previstos R$ 936,4 milhões em investimentos para a Educação, contemplando a construção de novas escolas, de quadras poliesportivas, assim como reformas, manutenção e climatização, bem como investimentos para melhorias no sistema pedagógico.

Saúde - Somente na Saúde, será investido R$ 1,18 bilhão em oito grandes ações, com a construção de três novos hospitais regionais, modernização dos hospitais estaduais e unidades de saúde existentes e retomada das obras dos hospitais Julio Muller e Central.

Segurança - O investimento total previsto para a Segurança Pública é de R$ 766 milhões. Serão construídos 4 mil vagas no sistema prisional, haverá aquisição de equipamentos de tecnologia, armamentos, veículos, aeronaves e a expansão dos projetos Águia e Tolerância Zeroi88, bem como reforma e modernização das unidades de segurança.

Social e Habitação – Para estas áreas, serão investidos R$ 362,3 milhões, contemplando ações voltadas à habitação popular, qualificação profissional, cidadania e o Programa SER Família, com ações específicas para as crianças, idosos, mulheres, pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social.

Desenvolvimento, Emprego e Renda – O Estado vai destinar R$ 192,5 milhões para ações voltadas ao Desenvolvimento, Emprego e Renda. Alguns exemplos destas ações: a conclusão da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres; investimentos em sistemas para facilitar o acesso ao crédito pelos pequenos empreendedores; fortalecimento das cadeias produtivas; ampliação das linhas de crédito pela Desenvolve MT; e investimentos em qualificação.

Infraestrutura – O investimento mais volumoso será o de Infraestrutura, com destinação de R$ 4,73 bilhões para muitas ações, como a realização de 2.400 km de asfalto novo e restauração de mais 3.000 km de pavimentação. Serão feitas 5 mil pontes de pequeno, médio e grande porte em todo o estado, em substituição às precárias pontes de madeira; e a criação do programa Mato Grosso Iluminado que, em parceria com os municípios, vai implantar iluminação com lâmpadas de LED em todas as cidades do estado.

Cultura, Esporte e Lazer – Este é mais um segmento que receberá aportes volumosos do Governo de Mato Grosso: R$ 170 milhões. Haverá recursos para ações voltadas ao patrimônio histórico e cultural, apoios a eventos e iniciativas culturais, fortalecimento dos Jogos Escolares, promoção e apoio a eventos esportivos e no apoio a atletas de ponta. Também serão feitos investimentos em infraestrutura ao entorno da Arena Pantanal e o Governo irá construir o Parque Multieventos de Mato Grosso.

Simplifica MT – Este grande programa tem o objetivo de simplificar e tornar mais fácil o acesso do cidadão e das empresas aos serviços públicos oferecidos pelo Governo de Mato Grosso, com a unificação de serviços e atendimentos, oferecendo a maioria deles de forma centralizada e digital, com a extinção de filas e papelada. Também serão feitas ações para redução de custos, maior eficiência pública e diminuição da burocracia.

Turismo – Uma das maiores potencialidades do Estado receberá aporte de investimentos à altura: R$ 339,2 milhões. O Governo de Mato Grosso vai construir seis novas orlas turísticas, melhorar e modernizar a infraestrutura dos locais turísticos, financiar projetos de pequenos empresários e desenvolver o Turismo no Pantanal.

Eficiência Pública – Este eixo receberá recursos de R$ 404,3 milhões, com investimentos para implantação de canais on-line, digitalização de arquivos, novos equipamentos, processos digitais, treinamento dos servidores, usinas de energia solar, modernização dos prédios públicos e construção de novas unidades para "zerar" despesas com aluguel.

Meio Ambiente – A Secretaria de Estado de Meio Ambiente será contemplada com R$ 156 milhões para investir em um leque de ações que vai unir a preservação ambiental com o desenvolvimento sustentável, desde a eficiência de processos de licenciamento, outorga e regularização de imóveis rurais, passando pela estruturação das unidades de conservação até investimentos para a prevenção e combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais.

Agricultura Familiar e Regularização Fundiária – Uma das áreas mais importantes da economia estadual também receberá grande aporte de investimentos: R$ 265 milhões. Serão fomentadas várias cadeias produtivas, com a aquisição de equipamentos, máquinas, assistência técnica remota e regularização de imóveis urbanos e rurais.

Leia mais: Mato Grosso mostra resiliência durante pandemia e segue com economia forte, segundo César Miranda


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS