Logística

Com previsão de mais de R$ 200 milhões, primeira etapa do rodoanel recebe autorização para licitação

No primeiro lote serão realizadas as obras em 21,5 quilômetros do trecho da BR 163/364 em Várzea Grande até o entroncamento da MT-251, na Rodovia Emanuel Pinheiro, em Cuiabá
Quarta-feira 26 de Agosto de 2020
Redação
Com previsão de mais de R$ 200 milhões, primeira etapa do rodoanel recebe autorização para licitação

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) de Mato Grosso autorizou nesta terça-feira (25) a execução do primeiro lote de obras do Rodoanel de Cuiabá, já determinando novo processo licitatório para retomada da obra.

O projeto do Rodoanel, que agora está dividido em dois lotes, prevê a implantação e pavimentação de 51,71 quilômetros, no trecho que vai do entroncamento da BR 070/163/364, em Cuiabá, até o entroncamento da BR-163/364, em Várzea Grande.

No primeiro lote serão realizadas as obras em 21,5 quilômetros do trecho da BR 163/364 em Várzea Grande até o entroncamento da MT-251, na Rodovia Emanuel Pinheiro, em Cuiabá. O investimento estimado é de R$ 237 milhões, com a contrapartida da União e do Governo do Estado.

Rodoanel

O Rodoanel chegou a ser licitado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) em outubro de 2019, mas a licitação foi revogada na fase de abertura dos envelopes do certame, em razão da determinação do DNIT, que exigiu adequações do edital. Na ocasião, o DNIT solicitou que o projeto fosse divido em dois lotes e, por se tratar de uma obra que será executada com recursos federais, a Sinfra fez a adequação. 

A obra foi iniciada em 2006 mas foi paralisada ao longo do tempo com diversas polêmicas, suspeitas de irregularidades e readequações no edital.

O Rodoanel vai proporcionar um salto de desenvolvimento para a região metropolitana de Cuiabá, pois vai desafogar o trânsito de veículos dentro da Capital, uma vez que todo o tráfego existente hoje nas rodovias federais terá outra rota que não vai interferir na vida da cidade. 

Além disso, vai melhorar o sistema viário da região e contribuir com a logística de todo o Mato Grosso. É um entroncamento de rodovias federais, por onde passam em torno de 40 milhões de toneladas de grãos, interligando toda a região Norte de MT com a região Sul, fazendo a produção dessa região que precisa passar por aqui ter melhor escoamento.

Com a autorização do DNIT, a Sinfra vai lançar o edital de licitação desse primeiro lote, que deve ocorrer na modalidade do Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCI), já na próxima semana, de acordo com o secretário Marcelo de Oliveira.

Após a licitação, a empresa vencedora será responsável por elaborar os projetos básico e executivo do Rodoanel, que deverão ser aprovados pela Sinfra para que as obras possam ser efetivamente iniciadas. A previsão, segundo o secretário, é que esse primeiro lote seja executado em até 30 meses.

Leia mais: Lei que altera Fethab é sancionada pelo governo de MT e deve beneficiar pequenos e médios produtores


COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS