Entidades do agronegócio aderem a plano para redução das emissões de carbono

Entidades do agronegócio se reuniram, em Cuiabá, para debater ações do Plano de Agropecuária de Baixo Carbono (Plano ABC+) no Estado. O plano visa adotar práticas sustentáveis para serem aplicadas na agropecuária.

Na ocasião, 26 lideranças do agronegócio, entre elas o Fórum Agro MT, aderiram ao Comitê Gestor Estadual em prol de ações para garantir a implantação de práticas de manejo, usos sustentáveis dos recursos naturais e tecnologias de produção com vistas à adaptação à mudança do clima e redução de emissão de gases do efeito estufa.

Dessa forma, as 26 entidades que assinaram o Termo de Adesão irão se tornar membro do Grupo Gestor Estadual, responsável pela implementação do Plano Estadual para Adaptação à Mudança do Clima e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária (ABC+ MT).

Leia também: Governo proíbe uso do fogo para limpeza de áreas a partir de 1º de julho em MT

“Queremos ampliar estas ações para fomentar a sustentabilidade e promover as tecnologias de baixa emissão de carbono. Essas medidas conservadoras dos recursos naturais trazem para o produtor rural uma nova forma de trabalhar com a agropecuária, e mais rentável, contribuindo com várias questões ambientais e trazendo qualidade de vida para o agro”, destaca o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda Lima.

Entre as tecnologias que devem ser fomentadas por meio do plano ABC+ estão as práticas para recuperação de pastagens degradadas, sistema de plantio direto de grãos e hortaliças, bioinsumos, dentre outras medidas sustentáveis que podem ser aplicadas na atividade agropecuária.

Além da apresentação do Plano ABC+, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apresentou às entidades do agronegócio dados e informações sobre o Cadastro Ambiental Rural em Mato Grosso.

Leia mais: Embaixador da Finlândia destaca ‘metas ambiciosas’ de MT na preservação ambiental

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

Tagged: , , , , , ,