O governo de Mato Grosso lançou nessa semana o programa social “Jovens e Mulheres Empreendedores”, que tem por objetivo gerar “centenas de oportunidades” em todas as regiões de Mato Grosso.

O programa vai disponibilizar R$ 50 milhões em crédito para apoiar o empreendedorismo, que poderão ser captados por jovens de 18 a 29 anos e por mulheres de todas as idades. O crédito será disponibilizado pela Desenvolve MT e por cooperativas de crédito que se inscreverem no programa.

“Empreender, muitos desejam. Mas quanto custam dois computadores e uma impressora? Com esse recurso você compra, monta em casa um escritório e pode prestar algum tipo de serviço na área de engenharia para um jovem recém-formado, por exemplo. Uma mãe pode comprar uma máquina de costura, montar um salão de beleza, fazer uma compra de equipamentos para lanches. São dezenas, centenas de oportunidades que podem sim ser alcançadas por esse recurso disponibilizado pelo Governo”, declarou.

Para requerer os recursos, é necessário que o jovem ou a mulher estejam inscritos nas modalidades de Microempreendedor individual (MEI), Micro empresa ou Pequena empresa. O crédito obtido pode ser usado para aquisição de insumos, móveis e utensílios nacionais novos, softwares, sistema de gestão empresarial, material de construção, matéria-prima e mercadoria de revenda.

Leia também: Evento virtual incentiva empreendedorismo no agronegócio durante Semana da Inovação

Outra inovação trazida pelo programa é que até 30% do crédito obtido também pode ser usado para “limpar o nome” junto aos órgãos de restrição ao crédito.

“Muitas vezes essas dívidas impedem que a pessoa consiga empreender e montar o seu negócio. Com essa iniciativa, a pessoa poderá limpar o nome, pagando as dívidas existentes e criando condições para se reinserir no mercado. É um caminho de oportunidades que a gente espera que chegue aos quatro cantos de Mato Grosso”, explicou.

Cada interessado pode requerer um crédito de até R$ 15 mil, com até 42 meses para pagar e seis meses de carência. A taxa de juros é de 0,37% ao mês.

“Ao ano, a taxa de juros para obter o recurso fica em 4,4%. Se formos considerar a inflação do Brasil hoje, que está na faixa de 10%, o juro desse crédito não só é um juro zero, como é abaixo de zero, negativo. É um plus para fomentar o empreendedorismo a esses dois grandes grupos, que são os jovens e mulheres que querem construir seus negócios”, completou.

REQUISITOS – Além da regularização como pessoa jurídica nas modalidades já citadas, é preciso que a empresa do jovem ou da mulher empreendedora esteja sediada em Mato Grosso.

No caso da mulher empreendedora, 50% ou mais do capital social deve ser do sexo feminino. O mesmo percentual de jovens deve existir no capital social do jovem empreendedor que solicitar o recurso.

O requerente também não pode ter dívidas nos órgãos de proteção ao crédito que superem 30% do valor solicitado.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA E DESENVOLVIMENTO

Tagged: , , , ,