Governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que não se pode dizer que agronegócio pode segurar possível crise econômica enfrentada em decorrência do novo coronavírus em Mato Grosso. Estado representa a maior parcela do Produto Interno Bruto (PIB) do setor. 

Apenas nos primeiros dias de maio, o Estado teve uma queda de R$ 150 milhões referentes a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Mendes pontuou que é importante, ainda, analisar as relações com os chineses.  

“É cedo para dizer que passaremos incólumes, desapercebidos. O agro produz aquilo que é mais importante, que é alimento. O setor de algodão talvez sofra um pouco mais, porque é um bem não tão necessário, mas o setor de soja está bem, o milho está bem e as proteínas vão bem e com isso o principal motor da nossa economia”, disse o governador. 

Leia mais: Associação de exportadores de carne ajuíza ação no STF para não pagar Fethab