fbpx
Governo implanta Patrulhamento no campo para reforçar segurança de propriedades rurais em MT

O governo de Mato Grosso lançou a Patrulha Rural Georreferenciada para atuação em todo o Estado no enfrentamento de crimes nas áreas rurais. O investimento total neste primeiro ano é de R$ 35 milhões para armamento, fardamento, viaturas, drones e GPS.

A iniciativa faz parte do programa Mais MT, que prevê uma série de investimentos para o fortalecimento da Segurança Pública do Estado. A atuação da Patrulha Rural se dará nos 15 Comandos Regionais da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT).

Para que a PM consiga realizar o monitoramento das áreas rurais é realizado o cadastramento das propriedades, onde posteriormente é tirada a posição georreferenciada e fixada uma placa com o número de identificação. O contato feito entre moradores do campo e polícia é por meio de grupos de whatsapp.

Durante o lançamento essa semana, o governador Mauro Mendes frisou que a atuação da patrulha não se dará apenas em grandes propriedades, mas também ao pequeno e médio produtor rural. “O Patrulhamento Georreferenciado vai produzir não só a sensação de segurança, mas a segurança real e efetiva no campo, nas propriedades, vilas e agrovilas, comunidades e assentamentos onde vivem milhares de mato-grossenses. E agradeço muito o trabalho que a Polícia Militar de Mato Grosso vem fazendo ao longo destes anos em nosso Estado”, destacou o governador.

Até o momento, já foram adquiridas 30 viaturas, 45 fuzis e fardamento com uma nova identidade visual, feita especialmente para o policiamento rural. Inicialmente, 121 policiais militares vão compor o efetivo dos 15 comandos regionais em jornadas de 5 a 7 dias.

O modelo adotado para o funcionamento da patrulha foi inspirado pelo estado de Goiás e já funciona em Rondonópolis dando resultados com a diminuição de crimes como roubos e furtos de gados, implementos agrícolas, caminhonetes, entre outros.

“Para a Patrulha Rural funcionar, é necessário investimento em armas, viaturas, tecnologia e cito como exemplo a radiocomunicação. E o governador já determinou o investimento em radiocomunicação digital para 100% do Estado. A gente precisa trabalhar mais e estar mais presente nos 141 municípios e o governador sensível a isso já anunciou que haverá concurso público na segurança. O resultado disso é a redução dos índices criminais e a melhoria da segurança no campo”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Em Rondonópolis, por exemplo, foi criado na sede do 4º Comando Regional, um Centro de Comando e Controle que funciona 24 horas e sete dias da semana, para o monitoramento dos grupos e informações fornecidas pelos mais de 1.600 proprietários da zona rural que já foram mapeados pela patrulha.

“Um Estado que é essencialmente conhecido pelo agronegócio não poderia ficar descoberto”, disse o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso, Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior.

ATUAÇÃO – A patrulha lançada vai atender, neste primeiro momento, a região sul de Mato Grosso, a partir do polo de Rondonópolis. Além desse município, serão atendidas as cidades de Jaciara, Tesouro, São José do Povo, Guiratinga, Pedra Preta, Dom Aquino, Itiquira, São Pedro da Cipa, Juscimeira, Alto Araguaia, Ponte Branca, Araguainha, Alto Taquari e Alto Garças.

Atualmente, cerca de 1,6 mil propriedades rurais já estão cadastradas para receber o patrulhamento da polícia e aproximadamente 700 placas já foram fixadas, após o registro da posição georreferenciada das propriedades, segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Do montante de propriedades já cadastradas, 95% são de pequenos e médios produtores que, após o cadastro, são adicionados em um grupo de mensagens para dar celeridade ao atendimento das ocorrências.

A previsão é de que o patrulhamento continue sendo realizado por quadrantes e acompanhe o calendário do agronegócio, ainda segundo a Segurança Pública, a fim de garantir um policiamento mais repressivo e evitar os crimes de roubo e furto nas propriedades rurais.

Leia também: Sistema de transferência de propriedade rural em Mato Grosso é destaque em relatório do Banco Mundial

Tagged: , , , , ,