O estado de Mato Grosso registrou aumento de arrecadação no primeiro bimestre desse ano. Os impostos, taxas, contribuições e multas pagas pela população tiveram um saldo de R$ 6.720 bilhões, de acordo com dados do Impostômetro da Fecomércio-MT. O montante é 21,7% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, que acumulou R$ 5.521 bi em arrecadação.

Em 2020, conforme noticiado pelo MT Econômico, Mato Grosso registrou aumento de 16,33% na arrecadação, mesmo em ano de pandemia. Veja mais aqui.

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, explica que os valores do Impostômetro correspondem aos tributos municipais, estaduais e nacionais pagos pelos mato-grossenses. “A título de comparação, a marca de R$ 6,7 bi arrecadados em tributos no ano passado foi atingido somente em 17 de março, o que mostra uma aceleração da arrecadação neste ano”.

Além de divulgar o valor pago em tributos pela população, Impostômetro traz, ainda, informações sobre questões tributárias do nosso estado e país, para que a população possa cobrar dos governantes os investimentos necessários na saúde, educação, segurança e infraestrutura.

Com relação aos dias trabalhados somente para pagar os impostos, a população mato-grossense continua laborando para honrar as dívidas com o governo brasileiro, apesar de no ano passado ter caído de 153 para 151 dias de trabalho.

Em 2021, a estimativa é que Mato Grosso supere a arrecadação de tributos dos anos anteriores, atingindo a marca de R$ 37,8 bilhões em 2021. 

Leia mais: Confiança dos empresários de Cuiabá diminui com aumento da pandemia e possíveis restrições do comércio, segundo pesquisa

%d blogueiros gostam disto: