MT consegue liminar para redução da dívida com a União

O estado de Mato Grosso comemorou  a decisão em caráter liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, concedeu liberando o estado de  sanções ao alterar o cálculo dos juros da dívida com a União. 

Enquanto aguarda a decisão do mérito,  o valor da dívida fica menor com a correção do montante devido a juros simples e não em dólar,  a juros compostos.

Também conseguiram a liminar os estados do Pará, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

MT deve hoje  R$ 2 bilhões, cabe agora a Secretária de Fazenda fazer o cálculo.