fbpx
Parlamentar defende revisão na cobrança de impostos do setor de mineração de Mato Grosso

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Renúncia e Sonegação Fiscal da Assembleia Legislativa, deputado estadual Wilson Santos (PSDB) defende a necessidade de ter uma revisão na cobrança de impostos do setor de mineração de Mato Grosso. Segundo Wilson, é desproporcional o volume de riquezas produzidas e até exportadas para outros países em relação ao retorno de impostos para os cofres públicos.

“Quando o ouro é exportado é pago apenas 1,5% de tributos. Outros 1,5% são acrescidos quando os minérios em geral são exportados. É provavelmente a atividade econômica do país que menos paga tributos”, disse o parlamentar.

Diante da atual situação, a população acaba sendo prejudicada, pois poderia ter maior contrapartida em áreas consideradas essenciais pela administração pública como educação, saúde, segurança pública, infraestrutura e assistência social.

Ainda compõe a CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal, os deputados Carlos Avalone (PSDB), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Valmir Moretto (Republicanos) e João Batista (PROS).

LEIA MAIS: CÂMARA SETORIAL DE MINERAÇÃO É INSTALADA NA AL COM OBJETIVO DE DISCUTIR DESENVOLVIMENTO DO SETOR EM MT

Tagged: , , , , , , , ,