O Poder Judiciário de Mato Grosso teve destaque nacional em produtividade, segundo levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que apontou entre os 27 tribunais do país, o 9º lugar para o Estado, atrás apenas dos tribunais de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Distrito Federal e dos Territórios.

A pesquisa do CNJ ocorreu entre 16 de março de 2020 a 18 de abril de 2021 e foi divulgada na última sexta-feira (23). O Poder Judiciário de Mato Grosso registra 25.897.616 atos que movimentaram os processos judiciais em trâmite na Justiça Estadual.

Os magistrados de Mato Grosso proferiram 486.713 sentenças e acórdãos ao longo desses 13 meses. O CNJ também registra, no período analisado, 660.753 decisões judiciais e 698.012 despachos.

Desde o início da pandemia da Covid-19, o CNJ vem divulgando relatório semanal sobre a produtividade da Justiça, com objetivo de dar transparência às atividades dos tribunais estaduais e federais. Esse painel registra a produtividade dos magistrados e servidores do Judiciário durante o regime prioritário de teletrabalho.

Leia mais – Opinião: A atuação de um Procurador do Estado na prática