Nível de endividamento reduz em Cuiabá na comparação mensal, mas segue em alta sobre 2020

Em novembro do ano passado, o total de famílias nesta condição era de 70%, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisada pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT)

Leia mais

Mesmo com redução sobre consumo, cuiabanos gastaram mais em relação a 2020

A recente queda da pesquisa reflete os efeitos da elevação nas taxas de juros e da inflação que atingiu todo o mundo. A explicação é do diretor de Pesquisas do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio (IPF/MT), Maurício Munhoz, que destacou que Cuiabá resistiu mais do que o resto do país, “já que no mês passado, enquanto o Brasil já apresentava queda no índice de intenção de consumo das famílias, a Capital mantinha o mesmo índice”

Leia mais

Número de cuiabanos endividados cai em outubro, aponta Fecomércio

De acordo com o Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT), o percentual de famílias que declararam possuir contas em atraso passou de 36,1% em outubro de 2020 para os atuais 33%. Já os que alegaram não ter condições de pagar essas contas, o percentual caiu de 13% para 8,4% na variação anual da pesquisa

Leia mais

Com inflação em alta, intenção de consumo dos cuiabanos começa a dar sinais de cautela

Esse cenário de cautela no consumo já é reflexo da inflação e era um cenário previsto, conforme noticiado pelo Mato Grosso Econômico em agosto desse ano.

Leia mais