Na contramão nacional e regional, número de devedores encolhe em MT

Sobre a abertura por faixa etária do devedor, as informações mostram que em julho o número com participação mais expressiva em Mato Grosso, foi o da faixa de 30 a 39 anos com 26,27%. Esse dado ficou próximo do nacional, que apresentou o percentual de 24,03%. Quando a análise é realizada por sexo, Mato Grosso apresenta a maioria dos devedores sendo homens (54%), enquanto o nacional tem como maioria as mulheres (51%)

Leia mais

Apesar da alta de inadimplentes, Mato Grosso está com melhor índice da região

Em janeiro de 2022, cada consumidor negativado no Estado devia, em média, R$ 3.804,11 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 35,80% dos consumidores tinham dívidas de valor de até R$ 500, percentual que chega a 50,89% quando se fala de dívidas de até R$ 1.000. O tempo médio de atraso dos devedores mato-grossenses negativados é igual a 24,8 meses, sendo que 33,05% deles possuem tempo de inadimplência entre 1 a 3 anos

Leia mais

Taxas do cartão de crédito: como economizar e manter a saúde financeira em 2022

De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, 84% dos entrevistados não têm conhecimento dos juros a que estão sujeitos. Os dados se referem apenas aos últimos 12 meses

Leia mais

Inadimplência cresce em MT e fica acima da média regional

Em outubro de 2021, cada consumidor negativado em Mato Grosso devia, em média, R$ 3.580,68 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 39,28% dos consumidores do Estado tinham dívidas de valor de até R$ 500, percentual que chega a 54,08% quando se fala de dívidas de até R$ 1.000, sendo que o tempo médio de atraso é igual a 25,7 meses, sendo que 33,10% dos devedores possuem tempo de inadimplência entre 1 a 3 anos

Leia mais

Para 88% dos empresários, custos e burocracia são barreiras ao crescimento das empresas

Os maiores problemas relatados pelos empresários entrevistados são: os juros altos (44%), excesso de burocracia para abrir/manter/fechar empresas, contratação e dispensa de funcionários (34%), alta carga tributária sobre fabricação e venda de produtos/serviços (32%) e alto custo para empregar/tributação elevada da folha de pagamento (32%)

Leia mais

Mato Grosso tem queda de devedores e registra melhor média do Centro-Oeste

“A geração de empregos e a melhora nas vendas ocorrida principalmente nestes últimos 60 dias contribuíram para o resultado”, segundo superintendente da CDL Cuiabá

Leia mais