Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê mínimo de R$ 1.294 em 2023

A meta para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que meda a inflação, é de 3,3%, taxa Selic em 10% e taxa de câmbio média de R$ 5,3 no ano que vem

Leia mais

Brasil vive situação esquizofrênica na economia, afirma Rodrigo Azevedo

E deve permanecer assim, pelo menos enquanto houver incerteza provocada pelas eleições. Mas isso não está ligado diretamente a Lula ou Bolsonaro, os líderes das pesquisas de intenção de voto para presidente

Leia mais

Selic em alta não desacelera mercado imobiliário cuiabano

Os dados, que foram obtidos em parceria com a Secretaria de Fazenda do município, por meio de fonte de dados do ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), e com apoio da Fecomércio/MT, também mostram uma retração de 8,8% no comparativo com o 2º trimestre de 2021, quando, na época, contabilizou pouco mais de um bilhão de reais em valores transacionados

Leia mais

Política fiscal do próximo governo é a maior dúvida do mercado financeiro

De acordo com os estrategistas da corretora, uma das principais independentes do país, que integra o britânico TP ICAP, maior grupo de intermediação financeira do mundo, a grande questão que se coloca à mesa é a falta de horizonte em relação à política fiscal que será adotada pelo próximo governo, seja de direita ou de esquerda

Leia mais

Opinião: BC eleva Selic a 11,75%: como isso afeta seus investimentos?

O risco é de que a taxa de juros ou a inflação caiam, o que ocasionaria diminuição na rentabilidade dos títulos, assim como caso elas subam, retornaria uma rentabilidade mais alta para os investimentos. São os investimentos de menor risco visto que acompanham uma referência de mercado

Leia mais

Aumento da Selic prejudica recuperação econômica, alerta presidente da Facmat

A alta de 1,5 ponto percentual volta a Selic ao patamar dos juros a dois dígitos pela primeira vez em quatro anos e meio, e recai sobre os empréstimos e financiamentos, que passam a ter taxas maiores

Leia mais

Autorregulação do mercado é sinal de freio sobre a inflação, destaca IPF/MT

Segundo análise do IPF/MT, o recuo foi influenciado pela forte queda nos preços dos minérios de ferro e das commodities, o que tem ajudado a puxar para baixo o índice geral

Leia mais